Criança

Pais e escolas cada vez mais conectados

Notas online, SMS e comunicados pelo WhatsApp. Cada vez mais a comunicação entre as famílias e as instituições de ensino migra pro online

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Ferramentas tecnológicas de interação social, como WhatsApp, Google Drive, Hangouts e aplicativos, são muito presentes nas nossas vidas para tratarmos de assuntos pessoais e até questões profissionais. Mas, além dessas esferas, esses recursos também podem servir para nos comunicarmos com a escola do nosso filho.  “A comunicação está migrando para o digital. Essa realidade tende a ser percebida cada vez mais no relacionamento entre os pais e as escolas, pois vivemos isso nas outras esferas sociais. Hoje os pais querem ter sinergia com os filhos, por isso é importante que as instituições possuam canais qualificados”, explicam os advogados e colunistas da Pais&Filhos Francisco Brito Cruz e Dennis Antonialli. 

No Colégio Ítalo-Brasileiro, o WhatsApp é utilizado para o envio de vídeos e fotos das crianças, explica a vice-diretora, Carla Cascino Gomide, mãe de Clara e Gianluca. Algumas atividades realizadas, que costumavam ser guardadas em pastas, agora também são disponibilizadas no Google Drive. Outra instituição que usa as ferramentas digitais é o Colégio Visconde de Porto Seguro. A escola também lançou no segundo semestre de 2014 um aplicativo para iOS e Android que permite a visualização de notas, lista de contatos, circulares, segunda via de boletos, galeria de fotos dos eventos e das principais notícias da instituição. 

“Os pais são muito ocupados e percebemos que precisávamos estreitar essa relação, por isso desenvolvemos uma solução própria. Agora, por exemplo, se o aluno vai para a enfermaria, o pai recebe uma mensagem. Isso tem otimizado o fluxo de comunicação, de forma que, quando o coordenador precisa entrar em contato com os pais, eles já têm noção do que se trata”, explica a diretora de tecnologia educacional Renata Pastori, mãe de Carolina, Patricia e Pascoal. Além de buscar facilitar a comunicação e visualização de documentos importantes, o uso de ferramentas tecnológicas também proporciona maior segurança.Um dos colégios que vêm usando os aplicativos com esse objetivo é o Marista Rosário, em Porto Alegre. O vice-diretor, Mauricio Erthal, pai de Francisco, conta que a solução desenvolvida pela instituição notifica o horário de entrada e saída dos estudantes por meio de uma mensagem enviada diretamente para o celular dos pais.

Anúncio

FECHAR

Todas as partes conectadas

Mesmo que cada vez mais as interações possam ser feitas também por meio de recursos tecnológicos, nada deve substituir a presença física dos pais na vida escolar dos filhos. Também é importante que os pais não extrapolem o uso dessas tecnologias. Como a maioria das escolas funciona em horário comercial, essa comunicação só deve ser feita nesse período. Além disso, não são todas as famílias que possuem intimidade com o mundo digital e preferem se relacionar com a escola da maneira convencional. Não tem problema nenhum nisso, e é importante que os pais se sintam à vontade para expor isso à escola. “Essas questões devem ser discutidas com os pais previamente, e a instituição deve zelar pela segurança de dados dos pais e dos alunos, caso ocorra algo errado”, encerram os advogados. &

Pais&Filhos TV