Criança

Meu filho está com dor de barriga, e agora?

A dor pode significar desde um pequeno mal-estar até algo mais sério. O melhor é observar o comportamento da criança e onde a dor está localizada

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

A inconfundível frase falada pelas crianças: “Mãe, tá doendo aqui” faz qualquer um ficar em estado de alerta. Principalmente quando o incômodo é na região abdominal. Fica difícil saber se a dor é “de” barriga ou “na” barriga! A verdade é que o abdômen é uma caixinha de surpresas, onde está localizado o estômago, o intestino, o baço, o fígado e o pâncreas. Para diagnosticar de forma correta o que a criança está sentindo, só consultando um médico mesmo, mas fique atento aos sintomas.

Primeiro, tente lembrar se ela comeu e o que comeu, depois veja quais são os outros sintomas além da dor: se há febre, diarreia e vômito. Uma orientação importante que pode te ajudar a ficar mais tranquilo é ver se a barriga do seu filho está dura ou mole. Se estiver mais molinha e não houver febre, sem stress. Caso esteja dura, é importante observar como a criança está se sentindo, pois podem ser apenas gases. “Se a dor se prolongar e ela estiver chorando ou visivelmente abalada, é importante ir para o hospital, pois pode ser uma apendicite ou algo mais sério”, afirma o gastroenteologista e cirurgião geral da Clínica Healthme, Sérgio Barrichello, pai do Thiago e da Isabella.

Anúncio

FECHAR

 Além disso, tente entender se é dor de estômago ou dor de barriga, pela região mesmo. “Diferenciar uma dor gástrica de uma não gástrica não é tão simples. Mas se o incômodo estiver do umbigo para baixo é mais provável que esteja relacionada ao intestino”, diz Barrichello.

O tempo de duração da dor também é importante. É claro que você não quer deixar seu filho passando mal, mas hospitais podem ser locais muito estressantes. Assim, se ele estiver com uma diarreia, mas estiver sorrindo e sem outros sintomas, você pode observar o comportamento e conversar com o pediatra por telefone. Se os sintomas permanecerem por mais de 24 horas e você notar piora, vá para o médico.

Cuidando da alimentação

Muitos problemas que se manifestam com uma dor na região abdominal estão relacionados à alimentação da criança. Se o seu filho passa mal toda vez que come determinado tipo de alimento ou quando come muito tarde, é sinal de que algo na dieta dele está errado.

“É muito comum as crianças apresentarem alergias ou determinadas intolerâncias alimentares. Se isso acontecer com frequência, é importante averiguar qual é a substância que desencadeia esses sintomas”, diz Barrichello.

Veja mais no bate papo com especialistas: