Criança

Mas afinal, por que ter amigos é tão importante para as crianças?

Imagem Mas afinal, por que ter amigos é tão importante para as crianças?

Publicado em 09/09/2015, às 16h19 - Atualizado em 19/11/2020, às 17h08 por Redação Pais&Filhos


Você já sabe que brincar é fundamental para as crianças e que ter amigos é indispensável na infância, mas um estudo recente mostrou como e porque isso acontece. Para lançar um novo produto chamado KIDV!D – uma bolacha para as crianças dividirem com os amigos – a Bauducco realizou um estudo com a doutora em Antropologia e Pedagogia, Adriana Friedman. A pesquisa, intitulada Dividir para Somar, tem o intuito de mostrar como o ato de brincar e de socializar com outras crianças é importante para o desenvolvimento infantil.

No estudo, a antropóloga ressalta que nem sempre é através da palavra que todos têm  habilidade de se expressar e é por esse motivo que o brincar é uma forma expressiva tão fundamental para o desenvolvimento do ser humano. O brincar facilita a expressão de medos, tristezas, frustrações, angústias, sentimentos de insegurança que as crianças vivem mas não conseguem verbalizar. E observar as atitudes das crianças e suas emoções durante as brincadeiras é uma forma dos adultos as conhecerem e entenderem melhor.

Em relação à importância de ter amigos e brincar junto, o estudo mostrou que, além de dar a criança meios de entretenimento, as amizades proporcionam um sentimento de pertencimento e até bases para a formação da própria identidade.

Cada tipo de brincadeira contribui de uma forma diferente para o desenvolvimento. Brincadeiras mais corporais, como esconde-esconde e pega-pega, trabalham a atenção e a coordenação motora. Brincadeiras de faz-de-conta podem ajudar as crianças na socialização, aprendendo a se colocar no lugar dos outros. Atividades de roda são ótimas para se sentir membro de um grupo e as mais lúdicas têm o potencial de desenvolver a criatividade, a descoberta e a autonomia, por exemplo.

Brincar, dividir e somar

Veja algumas atividades sugeridas pelo estudo com o objetivo de dividir para somar!

–    Propor a construção de um mural cooperativo, com fotos e desenhos realizados

pelas crianças

–    Estimular a confecção de jornais e blogs com notícias, palavras cruzadas, desenhos, poesias de autoria das crianças

–    Sugerir vídeos que passem mensagens positivas, e, ao final, refletir sobre essas mensagens

–    Proporcionar acesso a livros que estimulem a formação de valores positivos

–    Apresentar diversidade de jogos cooperativos e estimular a criação e transformação de outros jogos (competitivos), tornando-os mais cooperativos

–    Utilizar a música e a dança como forma de integrar e aproximar as pessoas

–    Mostrar outras maneiras de se praticar esporte, tirando o caráter competitivo


Leia também

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

O menino de apenas dois anos aprendeu três idiomas - (Foto: Arquivo pessoal)

Família

Menino baiano que leu e escreveu com apenas 1 ano aprende inglês, russo e coreano aos 2 anos

(Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Isis Valverde e Marcos Buaiz remarcam data do casamento após diagnóstico de câncer

Virginia e Zé Felipe - Reprodução: Instagram

Família

Sete suítes, piscina, cinema, adega e 7 mil m²: Veja fotos da nova mansão de Virginia e Zé Felipe

De A a Z: confira os nomes femininos americanos para te inspirar - Getty Images

Bebês

Nomes americanos femininos: mais de 1000 opções diferentes para você se inspirar

Sorocaba, Biah Rodrigues e filhos - Reprodução: Instagram

Família

Sorocaba faz desabafo emocionante sobre os filhos: 'Mudou minha vida’

Neymar comenta foto de Bruna Biancardi e Mavie em campo - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Neymar posta foto de Bruna Biancardi e Mavie em campo de futebol: “Meus amores”

Zé Felipe disse que ficou com medo da filha - (Foto: Reprodução/ Instagram)

Família

Zé Felipe se assusta ao ver Maria Alice conversando com irmão de Leonardo: “Não é, tio Leandro”