Criança

Hora de readaptação à rotina escolar. Saiba como ajudar seu filho

Saiba o que fazer para seus filhos não sofrerem tanto com a volta às aulas no meio do ano

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Acordar mais tarde, brincar o dia inteiro e deixar as responsabilidades de lado por um mês pode fazer com que as crianças sofram com o fim do recesso escolar. Por isso, é importante que você também esteja preparada para ajudar o seu pequeno a se adaptar novamente à rotina e aos horários.

Para ajudar toda a família a entrar no ritmo das aulas, separamos algumas dicas da psicóloga Daniela de Faria, mãe de Maria Eduarda e Maria Luisa, especializada em terapia infantil.

Anúncio

FECHAR

Acordar cedo

Na última semana, ajuste os horários gradativamente, um pouco a cada dia. Coloque seu filho na cama mais cedo e deixe que eles voltem naturalmente ao horário habitual ainda durante as férias.

Não querer ir

Tente relembrá-lo dos amigos, das professoras e do ambiente escolar se seu filho não quiser voltar às aulas. Gere a vontade de encontrar os outros alunos, contar o que fez durante as férias e conversar com as outras crianças.

Se, mesmo assim, o pequeno ainda se recusar a voltar, leve os assuntos da escola para a escola. Apenas levar a criança para uma conversa com a orientadora ou professora pode fazer com que ela se sinta mais segura para voltar para a escola, e até a faça entender qual o motivo da recusa do pequeno.

Nas próximas férias, para que seu filho não sofra para se adaptar, incentive a produção de um diário ou cartaz de férias, no qual ele poderá se lembrar de tudo que fez para contar aos amigos e professores. Assim, ele criará uma expectativa positiva para o primeiro dia de aula.

 Sem adaptação

As crianças pequenas podem ter mais dificuldade de se readaptar ao colégio no meio do ano, já que ainda não criaram um vínculo tão forte com a escola, professores e colegas por terem acabado de chegar ao mundo escolar.

Mostre para o pequeno que ele se tornou querido pelos professores e colegas, que estão sentindo saudade da rotina escolar. E procure incentivá-lo a lembrar-se das histórias que ele poderá contar sobre as férias quando as aulas voltarem.

Se a criança tiver dificuldade de adaptação, lembre-se que este período deve durar menos, já que você estará mais preparada, sabendo que seu filho ficará feliz na escola.

Mudar de escola

As crianças que mudaram de colégio no meio no ano terão o desafio de chegar a um lugar que todos já conhecem, mas é novo para ela. Informe-se sobre como a escola lida com esta situação, para que seu filho tenha o tratamento adequado.

Se seu filho mudou de escola, preste atenção no comportamento dele ao longo dos primeiros dias de aula. Ele estará ansioso, mas a receptividade das crianças pode surpreendê-lo, e isso fará toda a diferença.

Vá com ele

Acompanhe todo o processo de volta às aulas, preparando o material e o lanche que a criança levará para a escola. Se possível, leve-o no primeiro dia de aula: seu filho ficará mais tranquilo e seguro.

E você, tem mais dicas para que as crianças não sofram com a volta às aulas? Conte para a gente!

Consultoria: Daniella Freixo de Faria, mãe de Maria Eduarda e Maria Luisa, psicóloga especializada em terapia infantil. www.daniellafaria.com.br