Criança

Brincadeiras das antigas: saiba porque elas são tão importantes!

A fotógrafa Rejayne Nardy registrou as crianças em brincadeiras que só precisam de alguns objetos do dia a dia e um pouco de imaginação. Conheça algumas!

A REDAÇÃO PAIS&FILHOS

Corrida de saco 1

Para algumas crianças, é só falarmos em brincadeira que elas já correm para pegar o brinquedo favorito. É normal que nossos filhos associem a brincadeira a algum objeto lúdico, como carrinhos, bonecas ou até mesmo jogos eletrônicos. Mas é muito importante que eles saibam brincar sem ter brinquedos por perto.

Rejayne Nardy é fotógrafa e mãe de Maria Eduarda e Maria Teresa. Ela registrou algumas brincadeiras que fazia durante sua infância através de suas lentes, brincadeiras que usavam alguns objetos comuns e dependia muito mais da imaginação e da disposição das crianças. “Lembro de brincadeira. Muitas! Não me lembro de tantos brinquedos assim”, escreve Rejayne em seu site. A lista de brincadeiras com certeza era maior do que a lista de brinquedos.

Anúncio

FECHAR

Por isso, a fotógrafa resolveu registrar por meio de suas lentes suas filhas e os amigos delas brincando de brincadeiras à moda antiga, uma tarde de brincadeiras sem brinquedos “A criançada se divertiu. Em alguns momentos se entregou completamente. Em outros, a turma ficou surpresa e assustada com o que estava acontecendo”, conta Rejayne. Veja as fotos e as brincadeiras registradas:

Dança da Laranja

É só colocar uma música e as crianças precisam dançar em pares, pressionando uma laranja na testa sem deixar cair no chão e sem colocar as mãos na fruta. A dupla que não deixar a laranja cair, ganha a brincadeira.

Dança da laranja 2

Dança da laranja 1

Cabra-cega

Algumas pessoas conhecem também como “cobra-cega”. Uma das crianças é vendada e as outras ficam ao redor fazendo barulhos. Se alguma criança for pega, passa a ser a cabra-cega. Essa brincadeira é muito divertida, mas cuidado para as crianças não brincarem em um lugar que tenha obstáculos, como móveis.

Cabra cega 1

Cabra cega 2

Cabra cega 3

Corrida de saco

As crianças podem pegar um saco (ou mesmo fazer um, com ajuda de um adulto) e apostarem corrida de dentro deles. Elas podem até customizar os sacos para brincar.

Corrida de saco 3

Corrida de saco 2

Pular Corda

Além de ser um excelente exercício físico, as músicas para cantar enquanto pula são muitas! Se você conhece algumas, ensine para seus filhos. Dá para pular de mãos dadas, cordas duplas, entrar e sair da corda…

Pular corda 1

Pular corda 2

Queimada

As crianças se dividem em dois times. O desafio é acertar a bola em alguém do time adversário. Se alguém é “queimado”, sai do jogo. Ganha o time que conseguir “queimar” todos os membros do outro time.

Queimada 1

Queimada 2

Passa anel

É só pegar um anel e esconder na mão de alguém. Essa pessoa vai fingir que passa o anel para todo mundo, mas vai colocar na mão de uma pessoa só e escolher uma outra para adivinhar com quem está o anel. Se essa criança acertar, ganha a vez de passar o anel. Se não, a primeira criança continua até alguém acertar.

Passa anel 1

Passa anel 2

Cabo de guerra

As crianças se dividem em dois times e usam uma corda com uma fita amarrada no meio para puxar. Cada time puxa em uma direção, ganha o time que conseguir trazer a fita amarrada na corda para o seu lado do campo, que deve ser dividido em dois.

Cabo de guerra 1

Cabo de guerra 2

Morto-vivo

Um dos participantes é escolhido para dar as ordens. Enquanto isso, as outras crianças agacham e a brincadeira começa quando o comandante grita “vivo” ou “morto”. Quem não cumpre as ordens é eliminado. A rapidez e a seqüência das ordens é o mais importante para deixar a brincadeira mais divertida.

Morto vivo 1

Morto vivo 2

Dança da corda

Duas crianças seguram a corda na altura do peito e as outras crianças vão passando por baixo. A corda vai sendo abaixada para deixar o desafio maior e quem não conseguir passar é eliminado, até ter um vencedor.

dança da corda 1

dança da corda 2

 

Fotos: Rejayne Nardy