Criança

8 dicas para prevenir acidentes domésticos com crianças

Segurança em casa é prioridade! Veja algumas medidas eficientes

A REDAÇÃO PAIS&FILHOS

dicas para prevenir acidentes domésticos

 

Quando se tem bebês e crianças em casa, todo cuidado é pouco. Cada cantinho pode apresentar algum perigo, incluindo os locais em que achamos que eles estão seguros. De acordo com o Ministério da Saúde, em 2010, 253 crianças morreram devido a acidentes domésticos. A boa notícia é que este número está diminuindo. No ano 2000, foram 376 mortes. E índice pode diminuir ainda mais, já que, adotando algumas medidas simples, grande parte deles é evitável.

Anúncio

FECHAR

Até aproximadamente os cinco anos de idade, crianças não têm noção do perigo. Por isso, cabe aos pais identificar os riscos domésticos e evitar situações como quedas, queimaduras, asfixia e envenenamento, por exemplo. “A maioria dos acidentes pode não ocorrer se a criança estiver sempre acompanhada dos pais ou responsáveis. Com os pequenos, temos que estar sempre de olhos bem abertos”, diz Amanda Teixeira, coordenadora de desenvolvimento da Tutti Baby.

Abaixo, algumas dicas do que você pode fazer para proteger seu filho em casa.

  1. Cuidado com os produtos de limpeza

Para algumas pessoas, é comum guardar produtos de limpeza em garrafas de refrigerante. As embalagens podem ser coloridas e atraentes para as crianças. Então, preserve as embalagens originais, mantenha-as em locais de difícil alcance e não compre produtos clandestinos.

A última pesquisa do Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas aponta que, das mais de 100 mil intoxicações, 23% foram em crianças menores de 5 anos, sendo 36% acidentes com medicamentos, 23% com produtos de limpeza e e 8% como produtos como tinta e solvente. Por isso, é sempre bom prestar atenção em perfumes, remédios e bebidas alcoólicas também.

  1.  Deixe panelas com os cabos sempre virados pro lado de dentro do fogão

Assim, a criança que está passando pela cozinha não corre o risco de esbarrar no cabo e virar a panela com o que tiver dentro.

  1. Esconda os fios de tomada

Principalmente os mais velhos. Se a criança, por exemplo, morder o fio, ela pode levar um choque forte. No caso de tomadas sem fio, opte pelas tampas, que são muito baratas.

  1. Compre somente produtos certificados

Todos os produtos comprados para as crianças, seja para o transporte, passeios, brincadeiras ou qualquer outra atividade, devem ser certificados pelo Inmetro, selo que atesta a qualidade de acordo com as normas brasileiras de segurança.

  1. Não deixe seu filho sozinho no carrinho

Também é importante apertar o cinto de segurança na criança e não pendurar bolsas ou outros objetos pesados na alça, para evitar tombamentos. Observe se o tamanho do seu filho é adequado ao equipamento. Verifique se o sistema de travas e freios está acionado quando o carrinho estiver parado.

  1. Na cadeira de alimentação

Aqui, o cinto de segurança também é importante, assim como verificar se o peso da criança condiz com o limite do produto. Vale a regra de não deixar o filho sem supervisão, mesmo que ele esteja preso.

  1. Atenção aos berços e cercadinhos

Nunca deixe a criança sozinha em berços portáteis ou no cercadinho. Não utilize colchão que não seja indicado pelo fabricante e não deixe objetos que sirvam de apoio para a criança subir e sair do cercado ou que possam causar sufocamento.

  1. Leia o manual de instruções de todos os produtos que comprar

Parece exagero, mas antes de utilizar ou instalar qualquer item, é preciso ler as instruções do manual. Após a leitura e a instalação, guarde o manual para consultas futuras.