Criança

5 desculpas que usamos todos os dias para mimar nossos filhos

Fazemos isso sem querer, mas todos nós estamos sujeitos a transformarmos nossos filhos em crianças mimadas

A REDAÇÃO PAIS&FILHOS

crianças fazendo birra

Ninguém quer criar um filho mimado. Mas você reconheceria se seu filho fosse assim? De acordo com os avós, todas as crianças são mimadas. Alguns pais vêm de uma criação com mãe de ferro e para a maioria deles isso foi bom. Mas algumas vezes, por meio do esforço de serem mais carinhosos, pais e mães deixam seus filhos falarem mais alto dentro de casa. Alguns pais acabam suportando um comportamento terrível em casa por causa disso.

Claro, todas as crianças pequenas interrompem, gritam e fazem birra algumas vezes, de acordo com Rex Forehand, coautor do livro Parenting the Strong-Willed Child (Paternidade mais forte – Crianças obedientes, em tradução livre). Esses comportamentos são normais para as crianças começarem a conquistar sua independência.

Anúncio

FECHAR
Leia também:

Diga a coisa certa: 4 frases para criar crianças felizes

Seis em cada dez mães cedem à vontade dos filhos na hora das compras

Conheça a síndrome do pensamento acelerado, que afeta crianças e adultos

O mais importante, diz o especialista, é como os pais reagem. Mimar a criança acontece principalmente ao deixá-la no controle da situação, principalmente quando os pais não exercem a autoridade que têm. Daí, é só a criança espernear um pouco que ela consegue tudo o que quer.

Assim como os adultos, as crianças também têm seus dias bons e seus dias ruins. Mas quando a birra vira rotina para conseguir o que quer, com certeza isso se tornará um problema. Para descobrir se seu filho está se transformando em uma criança mimada, responda a essas questões:

  • Você costuma se render ao cansaço em vez de impor limites durante um dia típico?
  • Você costuma deixar seu filho se intrometer nas conversas dos adultos?
  • Você se pega muitas vezes comprando vários brinquedos para evitar birras em lugares públicos e deixar seu filho feliz?
  • Você evita levar seu filho em lojas ou supermercados porque você não aguenta mais uma cena embaraçosa?

Se você respondeu SIM para mais de duas dessas perguntas, você pode estar criando uma criança mimada. É importante reconhecer esses sinais agora porque, se você ignorá-los, eles vão permanecer na sua família por anos. Se seu filho de dois anos ainda não ouviu a palavra NÃO até agora, como ele vai te obedecer quando tiver 13 anos, quiser fazer uma tatuagem e você não deixar. Crianças mimadas são aquelas que nunca tiveram chance de lidar com a decepção, diz Claire Lerner, especialista em desenvolvimento infantil. As lições que elas não aprenderam enquanto pequenas – como sentir gratidão e agir com limites – vai trazer consequências para a vida adulta.

Porque acontece de mimarmos nossos filhos?

Muito açúcar, muitos brinquedos e poucas regras são alguns dos ingredientes que fazem uma criança mimada. Mas, será que nós fazemos isso? Aqui estão algumas das principais causas:

  1. Você se sente culpada

A correria do dia a dia é o primeiro passo para começarmos a mimar as crianças. O sentimento que nos domina é de que, como passamos pouco tempo com nossos filhos, queremos compensar agradando mais e dando mais presentes. Normalmente, quando os pais não conseguem se livrar a culpa, tendem a superproteger e não conseguir disciplinar os próprios filhos, que acabam pensando que a vida é feita só de prazer e diversão.

  1. Você não tem energia para manter sua decisão

Um dia você se nega a deixar seu filho comer bolo de chocolate no café da manhã, apesar da birra. No outro dia, depois de passar a noite acordada por causa de uma febre, você pensa: “Não vai matar ninguém um pedaço de bolo” e dá o bolo. Esse tipo de atitude ensina para seu filho que as regras não são para valer.

  1. Você oferece muita ajuda

Quando uma criança está frustrada, normalmente os pais querem pular na frente dela e ajudar o máximo possível. Os filhos acabam assimilando que podem recorrer aos pais para tudo – se vestir, terminar uma brincadeira, tomar o suco. Seu objetivo é encorajar seu filho a fazer coisas por ele mesmo, por isso deixe ele lidar com algumas situações.

  1. Você quer dar ao seu filho tudo o que você não teve

Claro, comprar coisas para seus filhos é ótimo, principalmente depois que eles passam da fase dos blocos de montar e os brinquedos ficam mais sofisticados. Mas dar muita coisa material para as crianças pode fazer com que elas nunca estejam felizes e sempre queiram ganhar mais, mais e mais, em vez de ficarem satisfeitas com o que já têm.

  1. Você acredita que seu filho tem personalidade forte

Mas na verdade, ele é agressivo. Ele bate em outras crianças, grita e quebra brinquedos. Quando distorcemos essa imagem, não conseguimos ver este tipo de comportamento como algo ruim, tudo é bonitinho e engraçado. É mais fácil fazer isso do que enfrentar o problema. Só que as outras pessoas vão pensar exatamente o contrário (e elas têm razão): seu filho não tem limites e não consegue respeitar os outros.