Criança

3 erros que a gente comete quando o dente está mole

Descubra o que não fazer quando o dente do seu filho estiver para cair

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

É muito comum os dentes das crianças começarem a ficar moles a partir dos 5 até os 7 anos. Os primeiros são os incisivos inferiores, os dentes de baixo, que caem para dar espaço para os permanentes. Calma, não precisa ficar assutado e levar o seu filho correndo para o consultório para tirá-los.

“Alguns pais procuram o consultório desesperados porque acham que o dente precisa ser extraído por um profissional. O que eles não sabem é que  esse procedimento deve ser feito da forma natural e simples: em casa”, conta Gabriel Politano, odontopediatra da Clínica Ateliê Oral Kids, e pai de Fábio e Caio.

Ainda de acordo com o especialista, só é necessário levar a criança para o dentista quando ocorre a retenção prolongada, ou seja, quando o dente permanente nasce e o de leite não cai, deixando os dois tortos ou encavalados.

Anúncio

FECHAR

 

Enquanto o dente não cai, os pais devem prestar atenção na higienização bucal. “A escovação deve ser feita normalmente, só com mais cuidado para não machucar o dente e a gengiva”, conta ele. E lembra que, muitas vezes, os pequenos ficam incomodados com o dente mole e não conseguem escovar e nem comer por conta da dor. “Se ele estiver muito incomodado e com dor, os pais podem procurar um especialista para fazer a extração”, explica.

 

Para o seu filho não cair em armadilhas ou pegar trauma, separamos 3 erros que pais e filhos não podem fazer quando o dente estiver para cair:

Pequeno dentista – Palito de dentes, cabo de escova, talheres…Todos esses objetos na mão das crianças se tornam verdadeiros instrumentos odontológicos! Mas antes de deixar o seu filho cutucar o dente, preste atenção na assepsia desses objetos para não causar uma infecção na gengiva e não machucar a boca.


Prender na porta, não!  – Toda criança conhece ou já colocou em prática amarrar um fio dental no dente mole e prender na maçaneta da porta e bater. Além de ser um método pouco ortodoxo e muito traumático, a raiz do dente pode quebrar e provocar dor. Fora que vai deixar a criança com medo de arrancar outros dentes!

Mexe mexe com a mão – Essa tática não tem nada de errado, mas o ideal é deixar que o dente caia naturalmente. “Se esse dente estiver mole, ele vai cair enquanto a criança estiver comendo, brincando ou deitada, sem precisar fazer esforçou nenhum”, finaliza Gabriel.