Colunas / Vida de equilibrista

Nosso futuro é rosa?

Barbie está nos cinemas e tem quebrado recordes de bilheteria - Divulgação/Warner Bros./YouTube
Divulgação/Warner Bros./YouTube

Publicado em 02/08/2023, às 08h58 - Atualizado às 08h59 por Cecilia Troiano


Há poucos dias o filme foi lançado e uma onda rosa tomou conta do mundo. Eu mesma fui duas vezes ao cinema e essa dupla oportunidade foi fundamental. Na segunda vez, eu sabia o que queria ouvir e ver de novo, ampliando minha compreensão do filme. Há muitas formas de se engajar com ele, mas aqui optei por trazer dois pontos: um sob a ótica da Barbie e outro a partir dos olhos do Ken. Vamos lá:

Barbie, filme da Barbie, Margot Robbie, Ryan Gosling, Greta Gerwig, live-action Barbie
Barbie está nos cinemas e tem quebrado recordes de bilheteria (Foto: Divulgação/Warner Bros./YouTube)

1. A partir do olhar da Barbie fica muito claro que o desequilíbrio de gênero existe, seja no real, seja na fantasia. É bem evidente que o modelo gangorra, do sobe e desce entre homens e mulheres, está presente na Barbieland, com o poder nas mãos das Barbies, enquanto os Kens ficam esvaziados. E, na vida real (de Malibu, diga-se de passagem), o contrário acontece, mas a gangorra se mantém, com o patriarcado vencendo.

Aterrissando em nossas vidas, acho que o que a Barbie traz é algo que acontece bastante no dia a dia, o descompasso e sobrecarga distintas entre pais e mães, sendo que as mães, na maior parte das vezes, são quem carrega o maior peso. Mesmo que se fale o contrário, e em algumas “bolhas” isso possa estar mudando (ufa!), o real é que ainda vemos pais pouco envolvidos com a maior parte das demandas da casa e da família.

Uma experiência que vivi nesta semana comprovou claramente que essa situação se mantém. Visitando o GRAACC, o centro referência na América Latina para tratamento de câncer infantil e juvenil, pude observar quem estava acompanhando as crianças. Conseguem antecipar quem? Na maioria dos casos, segundo a equipe do hospital, são as mães ou avós. Ou seja, a gangorra e a responsabilidade pesam sempre e ainda para o lado das mulheres.

Ryan Gosling e Margot Robbit em Barbie
Ryan Gosling interpreta o boneco Ken, par de Barbie, interpretada por Margot Robbie (Foto: Divulgação/Warner Bros.)

2. É interessante também olhar para o filme a partir do Ken. Ele, assim como a Barbie, se apresenta nas duas vidas, na real e na de fantasia. Mas, diferentemente da Barbie, ele é um bobão em ambas as vivências. Em Barbieland, ele é o homem “banana” em alguns momentos, em outros o machão que é fissurado pela vida country, de carrões, cavalos e músculos. Quando chega em Malibu, na vida real, se encanta com todos os ícones da masculinidade tóxica, das posturas corporais, às roupas e falas.

Na vida real, Ken, mesmo ridículo, empodera-se em detrimento da Barbie, que vira objeto e sujeita aos olhares sexualizados dos operários da construção. Em nenhuma das vidas ele se coloca lado a lado da Barbie, lutando com ela para superar os desafios da vida a dois. Ou ele é bobo ou machão. Como nossa vida de equilibrista pode ser mais suave tendo um Ken assim do nosso lado? Ironicamente ele usa uma camiseta com a inscrição “Ken-enough” – se ele é suficiente, o que duvido bastante, será apenas para seu ego, pois para apoiar as mulheres ele está bem longe de qualquer ideal.

Filme da Barbie
Barbie traz diversos questionamentos para o mundo real (Foto: Reprodução/YouTube)

Pensando em nossas vidas de equilibristas, saí do filme com uma certeza: nem em Barbieland, nem na vida real de Malibu, vi algo promissor. A gangorra entre eles, ora um em cima, ora o outro, mostra uma sociedade em que não há espaço para termos homens e mulheres vitoriosos e parceiros. A ideia que fica é que o poder é sempre concentrado e unilateral e, isso é, a meu ver, uma péssima notícia para o equilibrismo. Será que é apenas isso que podemos vislumbrar para o futuro? Nesse sentido, vejo um amanhã nada rosa….


Leia também

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

Mãe de Neymar apaga foto com o neto por polêmica com Biancardi - Reprodução/ Instagram

Família

Mãe de Neymar apaga foto com Davi Lucca depois de polêmica com Mavie e Bruna Biancardi

Viih Tube e Eliezer - (Foto: Reprodução/Instagram)

Bebês

Nome do segundo filho de Viih Tube e Eliezer tem origem no sânscrito e significado especial

O momento da escolha do nome é superespecial e deve ser vivido com muito carinho pela família - Getty Images

Bebês

210 nomes masculinos para bebês: ideias fortes (e lindas!) para você chamar o seu filho

Ter um diálogo com os filhos fortalece a relação entre o adulto e a criança - Getty Images

Família

37 perguntas divertidas para iniciar uma conversa com seu filho

Samsung Galaxy S23 - Divulgação

Aparelho top

Ofertas do dia: até 43% de desconto no Samsung Galaxy S23

Feriados em junho de 2024 - (Foto: Shutterstock)

Família

Junho de 2024: datas comemorativas e feriados

(Foto: Silvio Avila/AFP)

Família

Doações para o Rio Grande do Sul: veja onde e como doar às vítimas de forma segura