Família

Mãe também precisa de colo: Cuidar do seu bebê envolve cuidar de você

Mesmo em meio as responsabilidades da maternidade, ter um tempo para se cuidar é essencial - Getty Images
Getty Images
Weleda 2

Publicado em 31/07/2023, às 09h51 por Fernanda de Andrade, filha de Débora e Marcos


Com a chegada de um novo membro na família, é normal que as atenções sejam voltadas para saúde do bebê, mas é sempre importante lembrar de si mesma. Contar com uma rede de apoio é essencial, e isso pode ser alguém para ficar com o bebê para que você possa ir a um compromisso ou até mesmo tomar um banho mais demorado, para que você possa se reconectar consigo mesma e cuidar tanto do físico quanto do psicológico.

mãe se exercitando com bebê
Mesmo em meio as responsabilidades da maternidade, ter um tempo para se cuidar é essencial (Foto: Getty Images)

Cobrança excessiva na gravidez

A maternidade traz consigo um nível alto de cobrança. Seja ela de parentes ou amigos, com “opiniões” e comparações desnecessárias, ou consigo mesma. “Será que estou com muitas estrias?”, “Minha produção de leite será boa?”, “Como vou fazer para perder todo o peso que ganhei?” ou “Serei um bom exemplo?” são dúvidas que não precisam ocupar sua mente.

Estes desgastes emocionais podem se acumular e tornar toda a experiência ainda mais difícil. Durante esse período, é extremamente importante lembrar que o seu corpo passará por mudanças, e a melhor mãe que o seu filho pode ter é a mãe que você pode ser. Por isso, procure o acompanhamento de profissionais para cada fase do seu bebê (e sua) para seguir o melhor caminho possível e conversar sobre esses sentimentos. Nesse sentido, a troca de experiências também pode ser bem positiva. A ginecologista e obstetra Catia Chuba relembra a importância da rede de apoio no autocuidado da mãe: “O autocuidado, no fundo, só é possível se a mulher puder deixar o bebê em confiança com alguém. Esse colo também representa essa sororidade entre as mulheres e, principalmente, entre as mães. Então, é fundamental que a mulher se sinta acolhida, ouvida, compreendida e que, nos momentos de solidão desconfortável, ela possa receber esse apoio”.

mulher segurando chá
Relaxar e se reconectar é necessário para ser a melhor mãe possível (Foto: Getty Images)

A montanha-russa do puerpério

Essa explosão de sentimentos que a mãe sente durante essa fase do pós-parto tem explicação. Durante a gestação, a produção dos hormônios progesterona e estrógeno fica nas alturas. Contudo, no momento em que o bebê nasce, os dois caem e dão lugar para a ocitocina (o hormônio do amor) e a prolactina, que estimula as glândulas mamárias. Muitas mulheres também passam por oscilação de humor por conta do baby blues.

Além da repentina mudança hormonal, outros questionamentos chegam: “Será que meu corpo voltará ao normal?”, ou “Darei conta disso?”, trazendo insegurança para a nova mãe. Por último, mas não menos importante, chegam as dores do pós-parto e os primeiros meses de cuidado como bebê. A mulher sente um misto de sensações e sentimentos como cansaço, culpa, comparação e medo. Medo de não conseguir ser uma boa mãe, de não conseguir amamentar, de não ter ajuda… Estamos aqui para te lembrar que existe uma força enorme dentro de você e que vai ficar tudo bem. Cada mãe é única e transbordando de amor, estão sempre buscando proporcionar o melhor para seus filhos. Catia Chuba relembra: “Assim como o parto, o puerpério nunca é igual entre todas as mulheres e nem em mulheres que têm várias gestações e puerpérios. Um nunca é igual ao outro e, claro, o autocuidado, a revitalização, as possibilidades de relaxamento, o momento biográfico em que essa mulher se encontra e as questões da vida pessoal e afetiva. A vida de casal, a vida doméstica, a vida profissional, todos esses fatores influenciam na forma como esse puerpério evolui”.

É nesse momento que a necessidade da presença de uma rede de apoio se intensifica para que os pais possam ter um tempo para descansar ou cuidar de si mesmos. Lembre-se que você é um ser humano que também precisa de cuidado e carinho. Tenha em mente que mãe também precisa de colo, então você tem o direito de tomar o seu chá deitada na cama enquanto descansa entre uma mamada e outra, por exemplo. Tirar um momento para si mesma não te torna menos mãe, muito pelo contrário, te deixa ainda melhor para cuidar do seu bebê da melhor forma possível.

Autocuidado materno
Tenha um momento “mãe também é gente” e priorize momentos de autocuidados (Foto: iStock)

Fim da licença-maternidade e retorno ao trabalho

Chegou a hora de retornar ao trabalho. Mesmo que tenham passado apenas meses afastada ou anos, voltar às atividades profissionais é sempre um grande desafio. Muitas empresas não possuem a estrutura necessária para acomodar as mães e suas necessidades, o que dificulta ainda mais esse processo de retomada.

Nesse momento é crucial se cuidar ainda mais, principalmente por conta da múltipla jornada de trabalho que envolve: a carreira, as tarefas domésticas e filhos. Uma realidade vivida por milhares de mães no Brasil e diversos lugares do mundo. Com tantas responsabilidades, a mulher fica sobrecarregada, e nesse momento, é fundamental que ela reserve um momento para recarregar suas energias. Além disso, saiba que é completamente normal precisar de uma rede de apoio ou pedir ajuda durante qualquer etapa da maternidade.

Para esse momento de autocuidado na rotina, a Weleda possui uma linha completa para a mãe e para o bebê. Catia explica a necessidade do autocuidado pela antroposofia: “A antroposofia oferece meios e recursos importantes de revitalização, seja através de terapia medicamentosa, medicações que são formuladas e prescritas pelo médico antroposófico ou pela indicação de terapias externas que favoreçam o processo de revitalização. Ela traz bem-estar, alívio do cansaço físico e mental e por isso tem um benefício muito grande, em qualquer fase da vida da mulher, mas especialmente no puerpério”. Já Maria Claudia Villaboim Pontes, CEO da Weleda, explica o surgimento da linha: “Depois de muitas pesquisas sobre a jornada de vida da mulher, a Weleda Brasil entendeu que o olhar para ela tem que ser integral, e que cuidar do bebê também envolve cuidar da mãe. Por isso, a Weleda é a única marca que possui uma linha de produtos que tem um olhar de prevenção e tratamento tanto para mãe quanto para o bebê”.

O Chá da Mamãe auxilia no equilíbrio e na hidratação, tão importantes na fase de amamentação, feito de uma combinação de ervas que possuem propriedades que ajudam a relaxar a mãe e na amamentação, e a CEO complementa: “Para a fase do puerpério e aleitamento, o Chá da Mamãe é um momento de acalento pra mãe. Com mais de 30 anos de mercado, possui 5 ervas selecionadas que ajudam na hidratação e trazem relaxamento nesse momento tão importante da fase da maternidade”.

A Weleda tem uma linha de produtos pensados para o bem-estar da mãe e do bebê
A Weleda tem uma linha de produtos pensados para o bem-estar da mãe e do bebê (Foto: Divulgação)

O Bryophyllum Argento cultum* é um medicamento antroposófico que atua como um tratamento auxiliar no combate da ansiedade, angústia e irritação da mãe: “O Bryophyllum é um medicamento antroposófico produzido com ingredientes de origem 100% natural e é indicado no tratamento auxiliar da ansiedade, irritação e angústia e pode ser usado durante e pós gestação”, diz Maria Claudia, enquanto o Previgrip** é um medicamento antroposófico pensado para estimular o sistema imunológico e prevenir gripes e resfriados. “Nossa linha traz o melhor da natureza, levando em consideração que também somos parte dela. Cada ingrediente ativo tem um papel de harmonizar e reequilibrar nosso corpo, seja ele o corpo físico, o emocional ou o espiritual, para que possamos exercer com plenitude nosso papel e nossa jornada nesta vida”, explica a profissional da marca. Toda a linha Weleda Mamãe e Bebê possui fórmulas exclusivas com ingredientes de origem 100% natural, livre de parabenos e silicones. É ter a certeza que você está escolhendo o melhor para sua saúde e de quem você mais ama.

Weleda Previgrip e Bryophyllum
Mãe e filho são cuidados com os produtos de Weleda (Foto: Divulgação)

*BRYOPHYLLUM ARGENTO CULTUM (Bryophyllum calycinum Argento cultum D2). USO ORAL – USO ADULTO E PEDIÁTRICO. MS 1.0061.0085. INDICAÇÕES: indicado no tratamento auxiliar dos distúrbios do sono, fraqueza, esgotamento, ansiedade, irritação, angústia, consequências do choque e distúrbios histeriformes. BRYOPHYLLUM ARGENTO CULTUM É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. SAC 0800 055 32 66.

**PREVIGRIP (Ferrum sidereum D10 + Phosphorus D5 + Prunus Spinosa D1). USO ORAL – USO ADULTO E PEDIÁTRICO. MS 1.0061.0072. INDICAÇÕES: Indicado no tratamento auxiliar de infecções recorrentes, na prevenção de gripes, como estímulo ao sistema imunológico, na convalescença, esgotamento, fadiga crônica, déficit de concentração, como estímulo do metabolismo anabólico sobretudo em doenças dos órgãos do sistema rítmico, por exemplo, asma brônquica e pneumonia. PREVIGRIP É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. SAC 0800 055 32 66.


Leia também

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

Samsung Galaxy S24 Ultra - Divulgação

Lançamento

Ofertas do dia: recém-lançado Galaxy S24 Ultra da Samsung com desconto de 27%

Foto: Reprodução/ Tv Globo

Família

Boletim revela estado de saúde de Tony Ramos após cirurgia no cérebro às pressas

(Foto: Silvio Avila/AFP)

Família

Doações para o Rio Grande do Sul: veja onde e como doar às vítimas de forma segura

Ter um diálogo com os filhos fortalece a relação entre o adulto e a criança - Getty Images

Família

37 perguntas divertidas para iniciar uma conversa com seu filho

O momento da escolha do nome é superespecial e deve ser vivido com muito carinho pela família - Getty Images

Bebês

210 nomes masculinos para bebês: ideias fortes (e lindas!) para você chamar o seu filho

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

De A a Z: confira os nomes femininos americanos para te inspirar - Getty Images

Bebês

Nomes americanos femininos: mais de 1000 opções diferentes para você se inspirar