Colunas / Vida de equilibrista

Fazer o básico ser extraordinário

As coisas da rotina tem muita beleza, basta querer enxergar - Shutterstock
Shutterstock

Publicado em 08/08/2022, às 09h13 por Cecilia Troiano


Hoje estava numa reunião de trabalho discutindo com algumas pessoas sobre como podemos trazer iniciativas para um determinado projeto sem precisar fazer grandes malabarismos ou gastar verbas astronômicas. Um dos participantes trouxe uma referência que me pareceu genial – os esboços que Pablo Picasso fez na construção de seu trabalho El Toro.

As coisas da rotina tem muita beleza, basta querer enxergar
As coisas da rotina tem muita beleza, basta querer enxergar (Foto: Shutterstock)

Trata-se de uma série de imagens em que o artista partiu de uma figura complexa de um touro, cheio de detalhes, e busca progressivamente ir simplificando a representação, ao longo de 12 desenhos. Seu objetivo era o de conseguir identificar aquilo que traduziria a essência absoluta do animal em uma imagem tão concisa quanto possível.

O resultado é genial e vale uma busca de vocês na internet para encontrarem esse trabalho. Lembrei-me também do Balu, o urso do filme Mogli que cantava enquanto se divertia na floresta com seu amigo: “Somente o necessário, o extraordinário é demais”. Assim como Picasso, a “filosofia” do Balu prega o olhar para o que é de fato importante, deixando todo o resto de lado.

Bom, mas talvez vocês se perguntem o que essa obra de Picasso e a “filosofia” do Balu tem a ver com nossas vidas de equilibristas. Na minha visão, tudo! Vamos pensar em quantas vezes nós complicamos demasiadamente as coisas e perdemos a capacidade de buscar o simples, o essencial, o básico, somente o necessário. Ficamos presos aos detalhes na busca extenuante pela perfeição e esquecemos que em muitos casos a simplificação nos levará ao mesmo lugar e, quase sempre, com muito menos desgaste e muito mais leveza.

De forma prática, pensei em um exemplo bem típico que vejo muito acontecer. Vamos pensar numa festa de aniversário que possamos organizar para nossos filhos. Enfeites, bexigas, buffet, lembrancinhas, roupas especiais, animadores, decoração, tema, salgadinhos, doces (e cada vez mais isso fica complicado, com tantas restrições alimentares), bebidas, listas de convidados, fotografia, equipe de apoio, convites, save the date, salão de festas, reservas, e a lista pode seguir.

Vote na Pais&Filhos para o Troféu Mulher Imprensa!

Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&Filhos, está concorrendo ao prêmio da categoria Pertencimento e Inovação da 16ª edição do Troféu Mulher Imprensa! Para votar, é muito simples: CLIQUE AQUI e aperte o botão ao lado da foto da Andressa para que ele fique azul. Em seguida, preencha o campo com seus dados e vá até seu email: será preciso confirmar o seu voto clicando em um link. Depois disso, sucesso! Seu voto já foi contabilizado. Obrigada!

Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&Filhos está concorrendo ao Troféu Mulher Imprensa
Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&Filhos está concorrendo ao Troféu Mulher Imprensa (Foto: Divulgação/Pais&Filhos)

Aquilo que era para ser uma festinha mais se parece com um evento. Imaginamos a festa perfeita, nossos filhos com sorrisos de orelha a orelha e não medimos esforços dentro das possibilidades financeiras de cada um para que esse sonho se materialize. Além do consumo enorme de recursos, há um consumo de energia dos pais gigante, que lado a lado com suas atividades cotidianas, abrem espaço para gerenciar, preparar e organizar a “festinha”.

Agora vamos voltar à Picasso e El Toro ou para o Balu. Será que não daria para simplificar essa festa e ficar com o essencial apenas? Será que nossos filhos aproveitariam menos a festa se no lugar dessa mega-festa-evento de aniversário tivéssemos uma festa para os melhores amigos apenas, sem essas coisas todas? Será que são eles que querem tudo isso ou somos nós os pais que “inventamos moda”, como se dizia antigamente?

Pode escolher em quem você quer se inspirar, Picasso ou Balu. O que importa é sermos capazes de praticar esses ensinamentos e acreditar que nossas vidas de equilibristas serão certamente mais leves e prazerosas se passarmos a pensar menos em excesso e perfeição e mais naquilo que é essencial. É por em prática o que Picasso fez de ir aparando as arestas e limpando a imagem ou como canta o Balu, de ficar apenas o necessário. É acreditar que o básico pode ser extraordinário!

Assista ao POD&tudo com Talu Adjuto


Leia também

O menino de apenas dois anos aprendeu três idiomas - (Foto: Arquivo pessoal)

Família

Menino baiano que leu e escreveu com apenas 1 ano aprende inglês, russo e coreano aos 2 anos

(Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Isis Valverde e Marcos Buaiz remarcam data do casamento após diagnóstico de câncer

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

(Foto: Reprodução/Instagram)

Família

João Fernandes conta que está morando com a mãe após se tornar pai solo aos 22 anos

Ticiane Pinheiro e Cesar Tralli - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Ticiane Pinheiro fala sobre decisão difícil para o casamento e família: "Coração fica acelerado"

Virginia e Zé Felipe - Reprodução: Instagram

Família

Sete suítes, piscina, cinema, adega e 7 mil m²: Veja fotos da nova mansão de Virginia e Zé Felipe

Lore Improta disse quando pretende ter o segundo bebê - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família vai aumentar! 👨‍👩‍👧‍👦

Lore Improta fala sobre a chegada do 2º filho com Léo Santana: 'Curtir nossa família'

Neymar comenta foto de Bruna Biancardi e Mavie em campo - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Neymar posta foto de Bruna Biancardi e Mavie em campo de futebol: “Meus amores”