Colunas / Faz parte da família

É possível adestrar gatos?

Gatos podem, sim, ser adestrados! - iStock
iStock

Publicado em 16/09/2018, às 07h13 - Atualizado em 17/09/2018, às 08h26 por Samantha Melo


Quando digo que sou adestradora, a maioria das pessoas conclui imediatamente que só trabalho com cães. Certamente, eles são a maioria dos meu aluninhos, mas lido também com outros animais, principalmente os gatos. Pois é! Gatos podem, sim, ser adestrados, seja para obedecerem a comandos básicos de obediência e limite ou abandonarem certos problemas de comportamento, como agressividade, medo ou arranhões em locais indesejados.

E certamente podem ser ensinados a aceitar bem as crianças da casa! Isso porque uma das principais funções do adestramento é melhorar a comunicação e o vínculo entre os tutores e os pets, e os felinos obviamente estão inclusos nisso! Além disso, o treino como um todo estimula a mente do gato, deixando a vida dele muito mais divertida!

Contudo, como estamos falando de uma espécie totalmente diferente da canina, existem, sim, muitas diferenças entre a forma como o adestramento deve ser aplicado. A primeira delas é a escolha da recompensa.

Gatos têm paladar mais exigente, então talvez demore para o petisco preferido ser encontrado. Além disso, não podem ficar muito tempo sem comer, portanto, é preciso planejar os horários em que eles estarão com fome e interessados o suficiente para treinar.

Dentro do adestramento de felinos, um ponto essencial é enriquecer o ambiente e deixá-lo cheio de estímulos para eles, dando mais qualidade de vida e evitando a destruição dos móveis da casa. Prateleiras, túneis e arranhadores altos são excelentes para entreter o bichano.

Outras ideias bacanas são plantas não tóxicas e brinquedos com texturas diferentes. Um verdadeiro parque de diversões felino, que as crianças vão amar ajudar a montar, por apostar!

Outro ponto importante é a paciência. Ainda que gatos sejam muito inteligentes, eles têm um tempo de resposta mais demorado que o dos cães, por isso, os comandos precisam ser ensinados com calma e serem repetidos várias vezes. E como esses animais não mantém o foco por muito tempo, é essencial orientar os pequenos para não forçarem a barra com eles.

Por fim, sempre orientamos os pais a ensinarem seus filhos a realizar os movimentos com suavidade, sempre respeitando os limites do animal. Isso vale também para os momentos de carinho: felinos são muito sensíveis e geralmente não gostam de serem apertados muito firmemente, então as crianças precisam encontrar uma forma bacana de interagir com eles.

Uma ótima dica é usar os brinquedos para esse momento, como varinhas com penas na ponta e ponteiras de laser. Como os bichanos amam brincadeiras de caça, todo mundo pode se divertir junto sem estresse.

Na próxima coluna, falarei sobre os melhores brinquedos para cães e gatos! Não perca.

Leita também:

Ensinando o cão a brincar de frisbee

Crianças que cuidam dos pets

Ensinando o cachorro a sentar


Palavras-chave
FamíliaSaúde

Leia também

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

Mãe de Neymar apaga foto com o neto por polêmica com Biancardi - Reprodução/ Instagram

Família

Mãe de Neymar apaga foto com Davi Lucca depois de polêmica com Mavie e Bruna Biancardi

Viih Tube e Eliezer - (Foto: Reprodução/Instagram)

Bebês

Nome do segundo filho de Viih Tube e Eliezer tem origem no sânscrito e significado especial

O momento da escolha do nome é superespecial e deve ser vivido com muito carinho pela família - Getty Images

Bebês

210 nomes masculinos para bebês: ideias fortes (e lindas!) para você chamar o seu filho

Ter um diálogo com os filhos fortalece a relação entre o adulto e a criança - Getty Images

Família

37 perguntas divertidas para iniciar uma conversa com seu filho

Samsung Galaxy S23 - Divulgação

Aparelho top

Ofertas do dia: até 43% de desconto no Samsung Galaxy S23

Feriados em junho de 2024 - (Foto: Shutterstock)

Família

Junho de 2024: datas comemorativas e feriados

(Foto: Silvio Avila/AFP)

Família

Doações para o Rio Grande do Sul: veja onde e como doar às vítimas de forma segura