Colunistas

Baile da Vogue e soninho com a filhota

Resolvi fazer uma programação em família, em vez de apenas levar uma acompanhante que tomasse conta da Donatella

rafa-donini

Uma das coisas que a gente sempre pensa, antes de ir a um evento ou mesmo alguma viagem, é “com quem vou deixar meu bebê”? Semana passada fui convidada para ir ao Baile da Vogue, uma das festas mais concorridas do país, realizada no Hotel Unique, em São Paulo. Um evento para o qual as pessoas se preparam durante meses, pensando em figurinos incríveis e esperando encontrar várias celebridades.

E é lá mesmo que elas se reúnem, as mulheres mais belas do país, em figurinos deslumbrantes (alguns até exagerados) que seguem o tema proposto para a edição. Desta vez, foi Lady Zodiac. Para representar oficialmente os 12 signos da astrologia, foram convocadas: Giovanna Antonelli (peixes), Adriane Galisteu (áries), Mariana Ximenes (touro), Ana Beatriz Barros e Fernanda Motta (gêmeos), Claudia Leitte (câncer), Bruna Marquezine (leão), Giovanna Ewbank (virgem), Cleo Pires (libra), Luciana Gimenez (escorpião), Taís Araújo (sagitário), Claudia Raia (capricórnio) e Vanessa da Mata (aquário). Um desfile tipo Oscar de vestidos e acessórios deslumbrantes – e alguns um tanto duvidosos.
Resolvi fazer uma programação em família, em vez de apenas levar uma acompanhante que tomasse conta da Donatella enquanto íamos à festa. Chegamos de manhã de a levamos a uma aula de música e, mais tarde, a uma oficina de pintura. Entre uma atividade e outra, ainda consegui participar de encontros de trabalho, o que sempre aproveito para fazer quando vou a São Paulo.
Curtimos o dia todo juntos. À noite, ela já estava dormindo quando saímos para o baile. No outro dia, em vez de dormirmos até tarde, acordamos para participar da vida dela, brincamos, tomamos café e passeamos mais um pouco – São Paulo tem um sem número de atrações para crianças de todas as idades. Na saída do baile, estavam distribuindo um coelhinho customizado com o signo da pessoa (o tema da festa era o zodíaco), e gentilmente me deram mais um com o signo da Donatella, que é de Virgem. Achei uma graça e logo de manhã ela já estava se divertindo com o mimo.

Anúncio

FECHAR

filha-rafa-donini
Para mim, o mais bacana, desde que me tornei mãe, é planejar uma viagem em família, e não apenas uma viagem do casal na qual os filhos têm que se encaixar como for possível. É pensar onde vamos almoçar que seja bacana para ela, também, levar a museus e parques que encantem os pequenos, andar pelas ruas e provar comidinhas diferentes.
Tudo isso não só é possível fazer com os filhos como torna a viagem ainda mais prazerosa – uma experiência totalmente diferente de quando viajamos sozinhos ou apenas com adultos.

Algumas dicas que podem tornar essa viagem mais prazerosa:
– Verifique se o hotel tem baby sitter ou amenidades para a família
– Programe-se para acordar junto com a criança e aproveitar o dia com ela
– Faça uma agenda de passeios que divirta toda a família – o recém inaugurado Museu da Imaginação é uma boa, além do sempre delicioso Parque do Ibirapuera
– Procure restaurantes pequenos e pitorescos, com clima familiar, nos quais a criança possa provar pratos gostosos que não sejam exatamente de um cardápio kids pré-programado
– Torne a viagem de avião mais amena, leve brinquedos e alimentação adequada para ela caso seja muito pequena ou tenha restrições
– Não tenha pressa de passear pelos lugares, muitas vezes as crianças gostam de apreciar longamente uma atração ou ver a mesma mais de uma vez. Envolva-se no ritmo delas.

Leia também:

Trabalho, viagens e reuniões: minha filha está sempre comigo

Pais&Filhos TV