Engravidar

Saiba quais sãos as chances reais de engravidar em cada idade

Mulheres que adiam a maternidade têm menos probabilidades, mas podem aumentar suas chances com hábitos saudáveis ou técnicas da medicina reprodutiva

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

shutterstock_19589338

Se você é mulher, tem mais de 30 anos e não  pensa em em ter filhos tão cedo, saiba que não está sozinha. Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que o número de mulheres que engravidam tarde aumentou nas últimas décadas. A maior escolaridade e a dedicação à vida profissional são os principais motivos para adiar o despertar do instinto materno.

A boa notícia para quem se enquadra nesta realidade é que as chances de gerar um filho, apesar de menores, ainda são reais.“Dos 26 aos 30 anos, a mulher tem cerca de 18% por mês de tentativa. Dos 31 aos 35 cai para 15%”, explica Rodrigo da Rosa Filho, médico especialista em reprodução humana da clínica Mater Prime.

Anúncio

FECHAR

De acordo com ele, no primeiro caso 85% das mulheres engravidam em até 1 ano de tentativa e, no segundo caso, o percentual é de 80%.

Para as mulheres entre 36 e 40 anos, a probabilidade diminuí mais, com 9% ao mês, sendo que 50% das mulheres engravidam em até um ano de tentativa. Dos 41 aos 42, o percentual é de 4%. Neste caso, apenas 20% das mulheres engravidam. Já as mulheres que pretendem se tornar mães entre 43 e 45 anos devem saber que a chance é de apenas 0,2% ao mês e 1% conseguem em até um ano de tentativa.

Segundo Rodrigo Filho, a recomendação é que haja tentativas de 1 ano para engravidar sem acompanhamento médico. Após esse período, o ideal é procurar um especialista em reprodução humana para investigar todas as possíveis causas de nfertilidade. “Mulheres acima de 35 anos devem solicitar auxilio após seis meses de tentativas, porque a fertilidade cai e não há mais tempo a perder”, argumenta o médico.

Novas tecnologias

O receio de postergar a maternidade e, com isso, correr o risco de diminuir a fertilidade é justificável, mas não deve ser motivo de pessimismo. “A medicina reprodutiva possui tecnologias e técnicas que ajudam a aumentar a chances de engravidar como, por exemplo, a monitorização da ovulação e a orientação do período fértil para o casal ter relações (namoro programado) e a fertilização in vitro, técnica que permite a fecundação do óvulo pelo espermatozóide fora do organismo”, explica Rodrigo Filho.

De acordo com orientações do especialista em reprodução humana, para aumentar as chances de engravidar a mulher deve manter hábitos saudáveis, abandonar o tabagismo e o álcool, não ser sedentária e manter o peso saudável. “Além disso, os níveis de vitamina B6, vitamina D e ácido fólico devem estar adequados”, diz o médico.

Chances reais por faixa etária:

Dos 26 aos 30 anos    

18% por mês de tentativa

*85% engravidam em até 1 ano

 

Dos 31 aos 35 anos

15% por mês de tentativa

* 80% engravidam em até 1 ano

 

Dos 36 aos 40 anos

9% por mês de tentativa

*50% engravidam em até 1 ano

 

Dos 41 aos 42 anos

4% por mês de tentativa

*20% engravidam em até 1 ano

 

Dos 43 aos 45 anos 

0,2% por mês de tentativa

*1% engravidam em até 1 ano

 

*Fonte: Rodrigo da Rosa Filho, médico especialista em reprodução humana da clínica Mater Prime