Engravidar

Entenda a endometriose e seus sintomas

Imagem Entenda a endometriose e seus sintomas

Publicado em 25/03/2015, às 19h08 - Atualizado em 24/06/2015, às 08h55 por Redação Pais&Filhos


A endometriose pode, sim, causar infertilidade. Mas não necessariamente. Na verdade, depende de quando foi descoberta e de sua gravidade. Mas calma, ela pode ser tratada!

Se você nunca entendeu essa doença, a gente explica: ela é causada pela menstruação. O comum é que o endométrio descame durante o período fértil de uma mulher sem endometriose, o que causa o sangramento. Porém, em algumas mulheres, a menstruação não segue o curso normal. Em vez disso, sobe para as trompas, podendo ficar nos ovários, na parte externa do útero ou até no intestino.

Não existe uma forma de prevenir, mas há tratamentos disponíveis. Um deles é a ingestão de anticoncepcionais contínuos para cortar a menstruação e, caso o problema seja mais grave, existe também a possibilidade da realização de uma cirurgia que retira o útero, ou até mesmo um pedaço do intestino, de acordo com o nível de endometriose.

Para o diagnóstico, existem exames de ultrassom e de sangue, mas também é necessário prestar atenção nos sintomas que indicam a existência da endometriose. Os três sinais são:

  1. Dor aguda ao menstruar: cólicas muito fortes, que impedem ou prejudicam as atividades do dia a dia.

  2. Dificuldade para engravidar: se você está tentando há mais de um ano e não consegue, pode ser um sinal de endometriose.

  3. Dor durante a relação sexual: esse é um momento onde dores não devem existir, se você sente desconforto procure o médico.

Ainda não se conhece exatamente a causa da endometriose, mas ela depende de fatores imunológicos, genéticos e hormonais, então fique atenta aos sintomas e converse com seu médico. Quanto antes o diagnóstico for feito, mais fácil é o tratamento.

Quando a mulher que tem endometriose quiser engravidar, vai enfrentar dificuldade, já que o tecido endométrico vai para lugares distintos do útero, então a fecundação do óvulo fica mais difícil. Uma vez que conseguir, a doença não tem efeitos sobre a gravidez. Um exemplo disso é a atriz Fernanda Machado, que teve a doença, tratou e agora está grávida de seis meses.

Consultoria: Dr. Domingos Mantelli, ginecologista e obstetra, pai de Giulia.


Palavras-chave
Saúde e Fertilidade

Leia também

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

(Foto: Silvio Avila/AFP)

Família

Doações para o Rio Grande do Sul: veja onde e como doar às vítimas de forma segura

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

O momento da escolha do nome é superespecial e deve ser vivido com muito carinho pela família - Getty Images

Bebês

210 nomes masculinos para bebês: ideias fortes (e lindas!) para você chamar o seu filho

Ter um diálogo com os filhos fortalece a relação entre o adulto e a criança - Getty Images

Família

37 perguntas divertidas para iniciar uma conversa com seu filho

De A a Z: confira os nomes femininos americanos para te inspirar - Getty Images

Bebês

Nomes americanos femininos: mais de 1000 opções diferentes para você se inspirar

Nomes bíblicos femininos - (Foto: Unsplash)

Bebês

Nomes bíblicos femininos: veja a lista com opções lindas e fortes para meninas

Os nomes japoneses femininos são lindos, fortes e possuem significados encantadores - Getty Images

Bebês

Nomes japoneses femininos: 304 opções lindas para você conhecer