Engravidar

7 mentiras que contamos a nós mesmas antes de ter filhos

Muitas das coisas que você acreditava sobre a maternidade podem não ser exatamente como você imaginou

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

 

1. Vou colocá-los na aula de piano aos 3 anos. Com 5, já saberão tocar os clássicos

É mais provável que eles tenham interesse pela bateria, tambores, chocalhos. Ou qualquer instrumento que consigam batucar e que façam barulhos engraçados. Sabe, aqueles que enlouquecem qualquer mãe?

Anúncio

FECHAR

 

2. Eles serão bilíngues desde pequenos

Na verdade, eles não vão falar nem inglês, nem português por um tempo. E sim, seu próprio idioma, aquela língua dos bebês. Mas que soam como música para os nossos ouvidos. .

 

3. Vou levá-los para todos os restaurantes que nós gostamos. Nada de comida de criança

Que mãe não gostaria de ver seu filho se deliciando com os itens da pirâmide alimentar sem muito esforço? Mas não é assim que coisa acontece. O paladar da criança é diferente, normal. Além disso, tem toda a educação alimentar que faz parte do crescimento dele e que você é quem ensina.

 

4. Não vou deixar que eles dominem minha cama

Sente o drama. Seu filho não está conseguindo dormir a noite, são 3 da madrugada e enquanto ele não dorme, você também não descansa. Mas logo mais será a hora de levantar e ir para aquela reunião superimportante. Então, você pondera e vê que a única solução para ter alguns momentos de tranquilidade naquela noite será liberar o cantinho da cama. Calma, todas nós fazemos isso.

 

5. Não vou deixá-los assistir TV até que completem 3 anos

Deixar que eles vejam Dora Aventureira, Peppa Pig, Galinha Pintadinha, Bob Esponja, Cocoricó, Pocoyo, e Hora de Aventura conta?

 

6. Meus filhos não farão birra em público

Seria ótimo se fosse possível, mas até a criança mais tranquila tem seus dias de fúria. E esses momentos acontecem em público, geralmente em locais lotados e eles sabem como chamar atenção

 

7. Todo mundo tem filhos, não pode ser tão difícil

Alguns dias são fáceis, outros a gente tem vontade de procurar um manual de instrução para saber o que fazer com aquela criança. Mas é assim para todo mundo. Maternidade é uma aventura, um aprendizado constante, uma construção e desconstrução de crenças. Mas vale muito a pena, ô se vale!

 

 

 

Informações: Huffington Post