Engravidar

7 impulsionadores naturais de fertilidade

Dicas simples podem fazer uma grande diferença para quem está pensando em engravidar

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

impulsionadores de fertilidade

Se você está pensando em engravidar, mas teme que alguns de seus hábitos possa te prejudicar nesta jornada, conheça sete mudanças simples que podem aumentar sua fertilidade quando for a hora. E o melhor de tudo: nenhum deles requer uma viagem até a farmácia.

1. Encontre seu peso para engravidar de forma saudável

Anúncio

FECHAR

Sua fertilidade pode estar comprometida se você estiver elevando demais o ponteiro da balança. “As células de gordura estocam estrogênio, as mulheres que estão com sobrepeso têm níveis acima do normal e muitas vezes não ovulam”, explica o dr. Allison Hill, coautor de O Último Guia para Mães sobre Gravidez e Nascimento (tradução livre). E não pense que é só cortar as calorias livremente que tudo se resolve, pois o mesmo acontece com mulheres que estão abaixo do peso, já que elas, normalmente, têm diminuição de estrogênio. Dr. Hill orienta suas pacientes que querem engravidar a calcular seu índice de massa corporal para saber se está tudo dentro dos conformes.

2. Mexa-se!

“Exercícios ajudam a controlar o açúcar no sangue, a pressão arterial e o peso corporal, os quais estão relacionados com a sua capacidade de engravidar”, diz o dr. Hill. Ele recomenda exercícios regulares para todos os seus pacientes saudáveis ​​que estão tentando ter um bebê. Isso significa acelerar seu coração quatro a cinco vezes por semana durante pelo menos 30 minutos. Não gosta de exercício individual? Tente encontrar uma aula em grupo para uma motivação extra ou um parceiro de treino. Praticar atividades físicas realmente pode afetar sua fertilidade.

3. Conheça o seu ciclo

Há um intervalo de cinco a sete dias por mês em que você pode engravidar. Para as mulheres com ciclos menstruais regulares (entre 28 e 32 dias), esta janela significa que você está mais fértil por volta do 14° ou 15° dia. Mas, se você tiver períodos irregulares ou não passou muito tempo mapeando o seu ciclo, experimente duas maneiras simples e convenientes que você pode começar a controlar os “melhores dias”: use um kit de ovulação sem receita, ou, se você sabe o dia do seu último período e quanto tempo o ciclo normalmente dura, você pode usar uma calculadora de fertilidade. Isso vai ajudá-la a aproveitar o máximo da fertilidade que você tem.

4. Sem cigarros nem álcool

Todos nós já ouvimos histórias de mulheres que descobriram que estavam grávidas depois de passarem uma noite louca com cigarros e bebidas. Para a maioria das mulheres , no entanto, é muito mais difícil engravidar quando o álcool ou nicotina estão envolvidos. Dr. Hill lembra as aspirantes a mães que “a fumaça do cigarro pode levar a um início precoce da infertilidade e o consumo excessivo de álcool pode levar ao aborto”. Então, se você é uma fumante, pare agora. E, apesar de alguns relatos dizerem que um pouco de álcool pode ser bom durante a gravidez, estamos de acordo com os médicos que dizem que não vale a pena correr o risco. Tente cortar os dois hábitos antes de conceber e, depois, pare de uma vez quando souber que um bebê está a bordo.

5. Menos estresse

Parece mais fácil falar do que fazer, principalmente se você já está nervosa sobre suas chances de conceber a cada mês. Mas, uma das maneiras mais simples de dar um empurrão à sua fertilidade é acalmar seu estilo de vida. “Altos níveis de estresse crônico causam variações nos níveis hormonais naturais do corpo e podem afetar negativamente a ovulação”, diz dr. Hill. Então, experimente uma aula de ioga, leia um livro calmo, durma mais. Qualquer coisa que você puder fazer para promover a serenidade e a paz vai ajudar, não só agora enquanto você ainda está tentando engravidar, mas também depois, quando você estiver lidando com todas as mudanças da gravidez.

6. Pense mais em você

Ao tentar engravidar, é importante ter todas as doenças crônicas, como diabetes ou doenças da tireoide, sob controle. Verifique também a sua pressão arterial: pressão elevada pode dificultar a sua capacidade de gerar um bebê. Além disso, se você sofre de crises de depressão ou ansiedade, procure por um profissional para ter certeza que tudo está sob controle.

7. Coma de forma inteligente

Se você ainda não faz isso, comece a fazer uma dieta equilibrada em carboidratos, gorduras e proteínas. “Os alimentos, especialmente aqueles com gorduras trans, encontrada em óleos hidrogenados, e os carregados de açúcar refinado, podem sabotar uma dieta saudável”, observa dr. Hill. “Certifique-se de que você está consumindo proteínas magras. Coma muitas frutas e vegetais e beba os recomendados seis a oito copos de água por dia”.