Família

Mãe sofre de depressão pós-parto e recebe ajuda da prima: “Não conseguia amar minha filha”

Aline e a filha Elissa momentos pós parto - reprodução/ G1
reprodução/ G1

Publicado em 22/01/2019, às 12h29 - Atualizado em 30/01/2020, às 19h37 por Redação Pais&Filhos


Após momentos difíceis, a publicitária de 28 anos, Aline Cardoso de Barros agradeceu a prima por todo o apoio. A mãe solteira sofreu de depressão pós-parto no nascimento de sua filha Elissa, em junho de 2018. A prima Daiane foi fundamental para sua recuperação.

Enquanto Aline enfrentava a doença, Daiane cuidava dela e da bebê. “Ela saia da casa dela, às 6h da manhã, para cuidar de mim, às vezes estava frio e ela ia mesmo assim, levando o filho de 4 anos”, disse Aline em entrevista ao G1.

A publicitária conta que após o parto tinha crises de choro e rejeitava a filha.  Não conseguia sentir amor pela criança, um sentimento comum na depressão pós-parto. A prima foi extremamente importante nesse momento, ajudou e ensinou Aline a cuidar de Elissa.

Elissa hoje tem 7 meses (Foto: reprodução/ G1)

A mãe conta que com o tempo a tristeza diminuiu e ela foi aprendendo a curtir a maternidade, tudo voltou ao normal. O único sentimento que fica dessa fase é a gratidão pela ajuda da prima. “Daiane nunca me abandonou, conversava comigo, chorava comigo, me amava e amava minha filha. Ela me ajudou sem nunca julgar”, relembra Aline.

Além de ajudar no processo de recuperação de Aline, a prima a incentivou a sair da casa dos pais e ir morar sozinha com Elissa. Daiana não deixa de visitar mãe e filha. Tanto nos dias bons, quantos nos dias ruins a publicitária sabe com quem contar.

“Contar minha história de gratidão, é como um presente que quero dar a ela. Quero mostrar às pessoas como ela é maravilhosa. Serei grata eternamente por tudo o que ela fez por mim”.

Daiana e Aline (Foto: reprodução/ G1)

Segundo o Ministério da Saúde 25% das mães no Brasil sofrem com depressão pós-parto. O Sistema único de Saúde (SUS) oferece tratamento com medicamentos e psicoterapia. Mas além disso, o apoio da família e dos amigos é crucial nesse momento.

Leia também:

Entenda a diferença entre Baby Blues e depressão pós-parto?

Quando o arco-íris da maternidade não chega junto com o bebê

8 coisas que ninguém te contou sobre depressão pós-parto


Leia também

Imagem Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Bebês

Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Pai de Davi - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Pai de Davi não concorda com posição do filho e decide ir morar com Mani

Imagem Pai de Henry Borel comemora nascimento de filha três anos após tragédia

Família

Pai de Henry Borel comemora nascimento de filha três anos após tragédia

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

Foto: Reprodução/ Instagram

Bebês

Fernanda Paes Leme recusa visitas após o nascimento da filha: "Não consigo e não quero"

Viih Tube fala sobre segundo e terceiro filhos - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Viih Tube revela gravidez de segundo e adoção de terceiro filhos com Eliezer

De A a Z: confira os nomes femininos americanos para te inspirar - Getty Images

Bebês

Nomes americanos femininos: mais de 1000 opções diferentes para você se inspirar

Virginia Fonseca - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Virginia Fonseca toma atitude após Maria Alice empurrar Maria Flor: “Dói mais na gente”