Pais

Foto de um pai confortando seu filho doente causa polêmica nas redes sociais

A atitude está sendo investigada pelo Departamento de Segurança Infantil do Arizona por ser "imodesta, negligente e abusiva"

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

foto-pai-filho-chuveiro

(Imagem: Reprodução Facebook / Heather Whitten)

Thomas Whitten, um norte-americano do estado do Arizona, foi fotografado com o filho no chuveiro, enquanto tentava fazer o menino se sentir melhor depois de ter sido intoxicado por salmonella, um tipo de bactéria. Fox estava com febre alta, diarreia e vômito e, por isso, o pai esperava a temperatura diminuísse no banho. A imagem foi clicada e divulgada pela esposa, Heather.

Isso aconteceu em novembro de 2014. No entanto, a imagem causou polêmica no Facebook, de onde foi removida duas vezes pela rede social por ser considerada inapropriada. Recentemente, foi divulgada por Heather de novo. Na legenda, ela explicou: “Foi um momento poderoso para nós, pais. Saí, peguei minha câmera, voltei para tirar algumas fotos deles e, claro, compartilhei. Fiquei chocada com quantas pessoas não quiseram saber da história ou sequer olharam além da nudez”.

Heather ainda declarou: “Minha família pode ser diferente da sua. Mas isso não faz o seu caminho certo ou o meu caminho errado. Não tem nada sexual ou de exploração nessa imagem”. A foto alcançou mais de 9 milhões de pessoas.

Anúncio

FECHAR

Uma dessas pessoas denunciou os pais e agora eles estão sendo investigados pelo Departamento de Segurança Infantil do Arizona e pela polícia de Sahuarita, nos Estados Unidos. As autoridades da polícia encerraram o caso pouco tempo depois, mas uma investigadora do Departamento de Segurança Infantil do Arizona decidiu levar a polêmica adiante.

Mesmo depois da foto ter excluída Facebook por violar as políticas da rede social, a investigação alega que a mãe foi “imodesta, negligente e abusiva”.

A mãe relatou nas redes sociais que a investigadora sugere que ela tenha sido negligente ao expor seu filho nas redes sociais e o colocou em risco. Se essa alegação for comprovada, o nome de Heather será adicionado por 25 anos ao Registro Central do Arizona, uma lista de pessoas que cometeram abuso infantil no Estado.

Leia também:

Foto do filho ao lado da cicatriz do parto da mãe viraliza na web

Bebê enxerga sua mãe pela primeira vez

Esta foto viralizou na internet! Saiba o motivo