Pais

Energia positiva! Pai confiante influencia diretamente no comportamento dos filhos

O estudo acompanhou mais de 6.500 e desenvolve o tema da importância da relação entre pai e filho

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

contato-bebe

(Foto: Shutterstock)

Não tem mais como fugir da obrigação de pai! Na verdade, nunca teve como, mas agora um estudo realizado pela Universidade de Oxford provou que o contato do pai com o bebê no momento do pós-parto traz consequências claras para o desenvolvimento dos filhos.

A pesquisa mostrou que crianças com pais confiantes e ativos no papel da paternidade são menos levadas a mostrar problemas de comportamento antes da adolescência. Os pesquisadores acompanharam 6.300 crianças que viveram com o pai e com a mãe pelo menos desde os oito meses de idade.

Na pesquisa, as mães ajudaram analisando o comportamento dos filhos de 9 a 11 meses, as habilidades sociais, a confiança e tendências para o tédio ou inquietação.

Anúncio

FECHAR

Já, os pais foram questionados sobre os sentimentos deles em relação à paternidade quando os filhos tinham 8 semanas e novamente quando tinham 8 meses. Perguntaram também sobre as tarefas de casa, o quanto eles gostam do papel de pais e o quanto se sentiam confiantes fazendo isso.

A pesquisa concluiu que os pais que foram mais positivos e confiantes em relação à paternidade tinham filhos com menos problemas comportamentais dos 9 aos 11 anos.

Co-autora e psicóloga da Universidade de Oxford, Maggie Redshaw disse ao The Guardian que o sentimento de confiança é o que mais importa! “É a conexão emocional e a resposta emocional ao fato de ser pai que faz a diferença em relação ao que acontece na vida das crianças”.

Leia também:

Reconhecimento é tudo! Pai escreve carta para esposa que fica em casa

7 coisas que todo pai de menina deveria saber

Foto de um pai confortando seu filho doente causa polêmica nas redes sociais