Notícias

Metas repensadas

Dreice De Melo, mãe de Henrique, não se arrepende de não ter cumprido todas as metas de 2013

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Quando engravidei do Henrique – em dezembro de 2011. Ele nasceu em no dia 3 de setembro de 2012 -, imediatamente passei a comprar Pais e Filhos e fiquei fã da maneira carinhosa e simples que nos passam experiências e dicas de pessoas humanas e cheias de amor; como nós leitoras que compramos pensando na nossa família!

Ao ler a reportagem através do facebook, “sem culpa de não ter conseguido cumprir as metas de 2013” vejo que eu sou uma das pessoas que não cumpriram quase nada, mas não me sinto culpada e/ou frustrada com isso. Muita gente deve estar, sim, um pouco decepcionada, mas com as dicas super bacanas dos profissionais, acho que todos ficarão contentes com suas conquistas e empolgados com novos objetivos!

Na minha lista para 2013 havia um ponto forte que era de perder os 20kg que ganhei na gravidez, mobiliar nosso apartamento e dar um rumo a minha vida profissional!

Anúncio

FECHAR

Resultado: não perdi peso, nosso apartamento continua em reforma e faltando móveis, continuo em casa sem “trabalhar”… Você deve estar pensando que nada deu certo… Errado!!!!
Passamos por muitos momentos difíceis, de medo, de raiva, de amor, de saudade, muitos momentos felizes… A melhor parte não é a lista de objetivos e metas que não cumpri, mas a lista de tudo que vivemos e as pessoas que tivemos a alegria e o privilégio de ter ao nosso lado!

Estive muito ocupada para malhar, pois aproveitei cada momento com meu filho maravilhoso, um presente de Deus, com certeza. Eu e meu marido (Marcelo) e meu bebezão (Henrique) viajamos, jantamos em lugares lindos, meu filho engatinhou nas águas límpidas da Praia de Carneiros (PE), fomos para Montevidéu no Uruguai, para Oktoberfest em Blumenau (SC), passamos dias maravilhosos em Portugal, muitos momentos inesquecíveis com nossas famílias e nosso filho maravilhoso, que falou “mamã”, “papá”, engatinhou, andou e agora corre dando sorrisos maravilhosos, gargalhadas… Manda beijos pelo Skype para suas avós, aprendeu a chutar a bola, a rabiscar papel com giz… Momentos inesquecíveis que não voltam e que fazem do meu 2013 um ano maravilhoso, com todas as metas repensadas e iniciadas para que 2014 com meu amigão/meu filhão, para que consigamos concluir tudo da melhor maneira e, se não for possível, que todos continuem ao nosso lado e sejamos felizes como em 2013!