Notícias

Menina é vítima de racismo e internautas respondem de maneira incrível

Samara tem apenas três anos e já sentiu na pele o que o racismo é capaz de causar

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Em um evento temático da Disney, no shopping Ballarat, na Austrália, Samara Muir sentiu o que é sofrer racismo com apenas três anos de idade. Ela estava em uma fila, aguardando para brincar na casa temática de gelo, vestida com as roupas de sua princesa da Disney favorita, a Elsa de Frozen – Uma Aventura Congelante (2013), quando uma mulher e duas meninas se aproximaram dizendo a Samara que ela não podia estar ali. Acontece que Samara é decendente de aborígenes australianos

A mãe da menina, Rachel Muir, publicou o relato mais tarde em seu facebook:  “Uma mãe e suas duas filhas falaram para minha filha que elas não sabiam porque ela se vestiu como a Anna e a Elsa porque elas não eram negras — e que negros eram feios. O racismo está vivo na nova geração“.

Samara ficou bastante abalada e acabou perguntado para a mãe porque ela era negra.  “Eu disse que era porque Deus lhe deu aquela cor de pele, e porque ela era uma orgulhosa negra como a sua mãe“. Rachel procurou o gerente do shopping para fazer uma reclamação e ele disse que tal comportamento era inaceitável.  

Anúncio

FECHAR

Depois desse triste episódio, algo maravilhoso aconteceu: os australianos, chocados com o racismo, coroaram Samara como “rainha” e depois disso ela foi entrevistada em vários programas e até teve sua foto publicada e sua história contada em um famoso jornal local. A menina já conquistou fãs no mundo todo e recebe todos os dias cartas de apoio e admiração. Veja a entrevista: