Notícias

Pesquisa aponta que interação de pais com filhos pode reduzir sintomas de autismo

Método que ensina familiares a estimular reações nas crianças diminui os problemas de desenvolvimento ao longo da infância

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Um estudo piloto realizado pela Universidade da Califórnia concluiu que os pais podem ajudar a reduzir significativamente os sintomas de autismo em bebês colocando em prática algumas dinâmicas específicas.

Segundo a análise, o método realizado é conhecido como “Infant Star” e é baseado em jogos e brincadeiras, que tem o objetivo de abordar o ambiente social do bebê. A dinâmica contou com a participação de pais de 7 crianças entre 6 e 15 meses, que apresentavam sintomas relacionados ao autismo. Durante o estudo, os pais, junto com os bebês, passaram por 12 sessões de treinamento e, depois foram acompanhados durante seis meses pelos pesquisadores para que continuassem seguindo o método corretamente.

De acordo com a pesquisa, como resultado, seis das sete crianças que participaram do estudo chegaram aos três anos de idade com o desenvolvimento do aprendizado e da linguagem semelhante ao de crianças sem autismo. De acordo com a professora de psiquiatria e ciências comportamentais da Universidade da Califórnia e coordenadora do estudo, Sally Rogers, a maioria das crianças com sintomas de autismo não chegou a receber o diagnóstico da doença nessa idade.

Anúncio

FECHAR

O estudo conclui que começar o tratamento de crianças com autismo de forma precoce diminui os problemas de desenvolvimento ao longo da infância. No entanto, como foi feito apenas com sete crianças, as descobertas precisam ser confirmadas por pesquisas maiores. Mesmo assim, a equipe considera que as conclusões foram importantes, pois mostraram uma redução significativa dos sintomas do transtorno nos primeiros anos de vida.

Além disso, a mensagem que o estudo procura passar é que se os pais perceberem que o filho apresenta atrasos em certos movimentos e interações, é indicado procurar ajuda.