Notícias

Eu não aceito!

O casamento pode ser o sonho de muitas meninas, mas não para aquelas que se encontram em situação de abuso

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Uma campanha viral na Noruega mostrou que nem sempre o sonho de casamento tem um final feliz. Fotos e textos sobre os preparativos para uma festa de casamento postados em um suposto blog de uma menina de 12 anos, Thea, que iria se casar com um homem de 37 anos, foram divulgados na internet e causaram indignação em pessoas do mundo todo.

Poucos sabem que essa prática – violeta e desrespeitosa -, acontece mais do que se imagina. Muitas garotas são obrigadas a se casarem com homens mais velhos, seja por religião ou por questões financeiras. Além de provocar traumas na criança (sim, uma menina dessa idade ainda é uma criança!), interrompe a infância, aumenta o índice de gravidez indesejada, prejudica a saúde sexual da menina.

Anúncio

FECHAR

A história de Thea poderia ser verdadeira, mas é fictícia e faz parte de um programa chamado #StopTheWedding (#StopBryllupet, em norueguês), que visa conscientizar um maior número de pessoas para esse problema tão recorrente e desumano. Fora a campanha, no dia 11 de outubro, data marcada para o “casamento”, é comemorado o Dia Internacional das Meninas, reconhecido pela ONU e que marca os progressos realizados na promoção dos direitos das meninas e mulheres adolescentes e reconhece a necessidade de se ampliar as estratégias para eliminar as desigualdades de gênero em todo o mundo.