Mais

Depoimento Marcielle Basso

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

29/01/2013

Marcielle Basso, mãe de Marcela, de 1 ano e 9 meses.

“Queria cesárea, e tive cesárea mesmo, sem culpa!!!

Anúncio

FECHAR

Desde que me entendo por "mulher" sempre tive em mente que ao engravidar faria cesárea. Antes de tudo quero deixar bem claro que respeito, e principalmente admiro muito as mulheres que tem a coragem de optar pelo parto normal. Eu não tive coragem, simples assim.

Logo na primeira consulta com o obstetra quando ele afirmou que minha filha nasceria entre 10 e 20 de abril, se pudesse já teria deixado a data marcada, coisa que meu médico, um super profissional, não deixou. No final, escolhemos 11 de abril de 2011.

Penso que, se hoje em dia existe tantos recursos, tanta segurança, para que correr risco??? Não é "natural"? Não, não é! Não é de Deus??? Não sei, caso contrário Deus não daria inteligência para o homem evoluir e progredir.

Não existia a mínima possibilidade d'eu passar 9 meses alisando, acariciando, mimando minha barriga para que nas últimas horas eu e a minha bebê talvez passássemos horas e mais horas em sofrimento, com o risco dela "passar da hora", se enrolar no cordão, engolir líquidos…

Minha cesárea foi linda, perfeita, planejada. No dia, estava tudo ajeitadinho, eu estava preparada apesar do nervosismo, meus sogros puderam viajar até minha cidade para acompanhar o nascimento da neta. A recuperação foi incrível, nada de dor, nem tontura. 

Sem culpa, escolhi sim o dia da minha filha nascer, me preparei, fiquei linda a sua espera (fiz mão, pé, depilação com antecedência), mas principalmente, fiz esta opção pensando na segurança dela. Se alguém tivesse que passar por algum risco, que fosse eu”.

 

Pais&Filhos TV