Mais

Como driblar a depressão pós parto

Patty Gomes, mãe de Manoella dá dicas de como conviver com a depressão pós-parto

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

 

Minha Manoella nasceu e eu me vi no paraíso, me sentia alegre, e até com a pele bonita, mais essa plenitude não durou muito, comecei a me estressar por dormir pouco, a me sentir feia com meu corpo, mudava de humor em menos de 10 minutos, perdia a vontade de fazer tudo, comecei a sentir falta da minha vida de antes e ver o namorado saindo pra trabalhar doía em mim! Meus dias passaram a ser intermináveis e eu só sabia chorar, me tornei uma namorada possessiva e insegura, e quando minha filha começou a dormir bem de noite, eu comecei a ter insônia, e passei várias noites em claro, chorando ou imaginando coisas ruins…

Hoje minha filha está com 6 meses e eu estou bem melhor, ainda me bate uma tristeza sem motivo, mais agora sei que depende de mim ficar bem, para a alto estima, arrumei o cabelo, fiz uma reeducação alimentar e perdi todos os 25kg da gravidez, meu namorado fica com a Manu pra eu poder fazer minhas unhas, e para eu não ficar presa dentro de casa, fico procurando na internet eventos gratuitos onde mães e filhos podem se encontrar com as outras, para conversar, ir ao cinema, me sinto muito bem quando estou na rua!  Grupos no Facebook também me ajudam muito, como me afastei de todos os amigos, fiz novas amizades nesses grupos de mães e vi que não sou a única que passa por isso, a maternidade é uma dádiva de Deus, mais não é 100% um mar de rosas, tem seu lado ruim sim, e isso meche muito com a cabeça de muitas mães, e mexeu muito com a minha ! Ter apoio, e compreensão nesse momento é tudo!

Anúncio

FECHAR

Então fica a dica para quem se sente triste:

•          Se cuide, reserve um tempinho pra você, não deixe NUNCA morrer a mulher que existiu antes da mãe nascer!

•          Saia de casa, um parque, encontro com as amigas, tem até cinema para podermos ir com os nossos filhos e é uma delicia ! Sempre vou postar dicas aqui de passeios para as mães irem com os bebês, para ocupar um pouco a mente !

•          Converse com muitas mães, você não vai se sentir sozinha e vai ver que muitas mães sentem o mesmo que você, não se culpe por isso !

•          Ainda assim, se continuar a se sentir mal, perder o interesse pelas coisas que gosta… procure ajuda médica e não tenha vergonha, não sou menos mãe por me sentir depressiva, muito pelo contrário, minha filha é TUDO  de mais lindo e verdadeiro que tenho na vida !!

•          E não dê ouvidos para o que a sociedade impõem, somos mulheres, passamos por muitas transformações, e temos nossos sentimentos !!

Pais&Filhos TV