Mais

Adeus sem lágrimas

Esqueça o choro no primeiro dia de aula e siga nossas dicas

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

É normal as crianças (e também os pais) chorarem no primeiro dia de aula. Siga as nossas dicas para um tchauzinho mais suave, tanto para você, quanto para o seu filho

Por Hagar Scher / Tradução de Samantha Melo, filha de Sandra e Tião

O primeiro dia da pré-escola tem muitos altos e baixos emocionais. Você está empolgado para ver o seu filho se tornar mais independente, mas dizer adeus naquela primeira manhã – ou nas primeiras semanas – é uma experiência angustiante para a maioria dos pais.

Anúncio

FECHAR

"Provavelmente haverá lágrimas derramadas, pela criança ou pelos pais – ou por ambos", diz a professora Muriel Johnson. "Para muitas crianças, ser deixada com estranhos em um ambiente desconhecido pode ser assustador. Seus pais, entretanto, esperam que o filho vai ser amado e cuidado, mas eles não conhecem os professores ainda. Eles estão ansiosos também, e as crianças sentem isso."

Felizmente, existem coisas que você pode fazer para tornar o adeus menos doloroso.

O preparo
 
Para diminuir a ansiedade do seu filho sobre a escola, compartilhe o máximo de informações possível sobre como a experiência da sala de aula será. Se possível, faça uma visita com seu filho pelo menos uma vez antes do início das aulas, explore o espaço e conheça algumas pessoas. Os professores concordam que é muito mais fácil para uma criança ser deixada na escola sem a mãe e o pai se ela teve a experiência física de estar lá com eles. Se seu filho se encontrar com a futura professora, tire uma foto dos dois e coloque num porta-retrato para fazê-la parecer parte da família.

Algumas pré-escolas oferecem uma cópia da programação diária. Pendure-a na geladeira e explique para o seu filho: “depois que eu te deixar na escola, você terá uma atividade em grupo e um lanche, depois vai ser a hora de pintar ou brincar no playground”. Assim ele vai se sentir bem mais seguro.

Faça as manhãs serem calmas

O primeiro dia da escola é sempre um pouco agitado para a família, mas um pouco de planejamento pode reduzir a turbulência. Decore a mesa para a manhã inaugural. Na noite anterior, defina as roupas do seu filho e um lanche simples. "O mais importante é sair de casa cedo o suficiente para chegar à escola com muito tempo de sobra", enfatiza a professora Wendy Liebermann. "Se você estiver correndo, o seu filho vai absorver o estresse", completa.

Quando chegar à escola, faça um ritual de adeus curto e doce. "Embora o professor possa deixar você ficar por algum tempo, evite fazer atividades junto com o pequeno, porque o seu filho pode insistir para você ficar", diz Deborah Kaufman, diretora de uma pré-escola na Florida, Estados Unidos.

Sempre vá embora de um jeito positivo: dê ao seu filho um grande abraço, diga que estará de volta num piscar de olhos e saia. Na volta, chame a atenção para o fato de que você voltou como prometido, e pergunte ao seu filho sobre o que ele fez naquele dia. "Se possível, converse com o professor, descubra com o que seu filho ficou animado e traga o assunto à tona no caminho para casa", diz Johnson. Diga algo como: “Parece que você adorou a hora da pintura – talvez você possa fazer isso de novo amanhã!”

Solucione as lágrimas

Algumas crianças têm mais dificuldade do que outras de fazer a transição para a escola, e elas podem chorar durante várias semanas ou implorar para não ir. Outras crianças podem começar o ano letivo ansiosas, mas depois de três semanas, começar a chorar quando for hora de sair de casa. "Muitas crianças experimentam uma fase de lua de mel pré-escolar, mas uma vez que a novidade se desgasta elas ficam infelizes", explica Jennifer Miller, diretora e professora na Califórnia, nos Estados Unidos.

Embora seja doloroso sair andando enquanto seu filho está chateado, saiba que praticamente toda criança que chora se acalma dentro de alguns minutos – se não segundos – depois que seus pais saem da sala.

Um pouco de paciência e dedicação podem ajudar. Converse com seu filho para descobrir se ele tem preocupações específicas relacionadas com a escolinha. "Você pode descobrir que a ansiedade é porque ele não consegue amarrar o próprio cadarço", diz Deborah Simmons, professor de Illinois, nos Estados Unidos. "Pratique o laço no tênis e lembre-o que o professor está ali para ajudá-lo.” Permitir que o seu filho dê voz às suas preocupações – que podem variar de ter medo de não conseguir chegar a tempo ao banheiro, ou a escola não servir lanches que ele gosta – vai ajudá-lo a aliviar o estresse.

Na hora de deixá-lo, quando ele explodir em lágrimas, não volte para um abraço extra. "As manhãs se tornam ainda mais difíceis se o seu filho acredita que pode mudar a rotina implorando ou chorando", diz Johnson. Envolvê-lo em uma atividade com outra criança pode ser uma boa distração. E mesmo se você estiver desesperado para evitar as lágrimas, nunca saia sem dizer adeus explicitamente. "Sair de fininho tem um impacto duradouro – no final, só vai fazer o seu filho ficar mais ansioso e com medo de ir à escola", diz Johnson.

Você pode se sentir culpado por ter deixado seu filho choroso com outra pessoa, mas é  trabalho do professor da pré-escola lidar com crianças que não querem deixar seus pais. No entanto, você pode ajudar o professor compartilhando informações sobre o que o seu filho não gosta e suas atividades favoritas. Lembre-se que esses dias com lágrimas nos olhos não vão durar para sempre. "Depois que seu filho cria um relacionamento com seus professores, os dias de escola ficam mais fáceis", jura Johnson.

Pais&Filhos TV