Gravidez

Você sabe qual a melhor forma de se prevenir do aborto espontâneo?

Aproximadamente 15% das mulheres passam por isso durante a gravidez, mas existem formas de evitar

A REDAÇÃO PAIS&FILHOS

Aborto espontâneo

O aborto espontâneo pode acontecer com qualquer mulher que esteja grávida, mas existem algumas faixas etárias onde a proporção e o risco são maiores. No geral, 15% das mulheres grávidas sofrem de aborto espontâneo, mas as mulheres mais jovens, de até 30 anos, são atingidas em apenas 10% dos casos. “Esse número vai aumentando com o passar dos anos. Dos 40 aos 44, isso sobre para 20% e 25%”, diz Dr. Marcio Coslovsky, ginecologista e especialista em reprodução humana, diretor médico da Primordia Medicina Reprodutiva e pai da Beatriz.

O especialista explica que 60% das causas do aborto espontâneo estão relacionadas a defeitos ou mal formações do bebê. “É como um mecanismo do corpo: quando o embrião começa a se formar e há alguma alteração no coração ou mesmo nos cromossomos, ele para de se desenvolver”, conta o especialista.

Anúncio

FECHAR

Outras causas acontecem por causa de uma doença chamada trombofilia, que são alterações na coagulação sanguínea, e ainda problemas na imunidade da mulher. “Diabetes e hipertensão descontroladas e defeito congênito do útero são causas menos frequentes, mas também estão associadas ao aborto espontâneo”, explica Dr. Marcio.

Como se prevenir?

De acordo com o especialista, a principal forma de prevenir o aborto espontâneo é planejar a gestação. Quando a gestação é planejada, a futura mãe pode controlar o que está acontecendo e deixar o organismo em equilíbrio para receber o bebê. Mas se a gravidez não foi planejada, você toma tomar algumas providências: “Fazer corretamente o pré-natal, tomar ácido fólico e antioxidantes e realizar os exames pré-conceptivos são algumas medidas”, diz o médico.

Depois de sofrer um aborto espontâneo, é muito importante que a mulher faça todos os exames exigidos pelo médico. O que fazer varia de acordo com o caso, mas o mínimo para seu corpo se recuperar e estar pronto para você tentar outra gravidez é um mês e meio. “Antes de engravidar novamente a mulher deve fazer todos os exames de rastreio para encontrar a causa e prevenir que aconteça novamente. Neste tempo é interessante usar um método contraceptivo, como o preservativo”, finaliza Dr. Marcio.