Gravidez

Tudo muda: 9 transformações nos seios durante a gravidez

Saiba mais sobre as mudanças que vão ocorrer nesses nove meses

Logo-Parents (1)
Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

mudanças-seios

(Foto: Shutterstock)

Muita coisa vai rolar nesses nove meses de gravidez e algumas dessas mudanças vão envolver os seus seios. “Desde o começo da gravidez, os hormônios são os responsáveis pelas mudanças nos seios das mulheres como uma forma de preparação para a amamentação,” afirma Mary Jane Minkin, professora clínica de obstetrícia e ginecologia na Universidade de Yale e autora do livro “Guia para a saúde sexual da mulher” (em tradução livre).

Uma coisa é certa: os seios não serão os mesmos enquanto o bebê estiver na sua barriga! Dos sintomas que a revista norte-americana “Parents” listou abaixo, pode ter certeza que você vai experimentar alguns ou, até mesmo, todos. Saiba mais sobre o que está por vir!

1. Eles vão ficar maiores

Anúncio

FECHAR

Sua barriga não é a única parte do seu corpo que vai ficar maior. Desde os os primeiros meses, a quantidade de tecido gorduroso e o fluxo de sangue nos seus seios aumentam numa força tarefa para ajudar os dutos de leite e as glândulas mamárias a crescerem.

2. Eles ficam mais pesados

Não é para menos! Com todo o aumento do fluxo de sangue e expansão do tecido glandular, seus seios começam a inchar. “Além disso, os seios, assim como o corpo, passam a reter líquido, o que é uma consequência do aumento da progesterona e do estrógeno,” afirma Mary Jane.

3. Eles passam a doer

É um dos pontos obscuros da longa jornada da gravidez. Todo o sangue, inchaço e retenção de líquido podem levar os seus seios a doerem demais. Mas fique tranquila! Dá para pensar em um lado positivo! Peitos doloridos te relembram que a gravidez é real e que a sua realização de ser mãe, em poucos meses, se concretizará.

4. Eles ficam estampados de veias

Com o tempo, a gravidez também trará veias bem azuladas na região dos seios. “Suas veias são mais visíveis debaixo da pele porque estão dilatando para acomodar o aumento do fluxo de sangue”, completa Mary Jane.

5. Eles passam a produzir óleos

Os seus seios ficam maiores e tornam-se mais definidos. E não para por aí: a auréola fica mais larga e escura, resultado dos altos níveis de estrógeno. As glândulas de Montgomery (aquelas pequenas bolinhas na auréola e no mamilo) começam a crescem e produzir óleos que protegem os mamilos e auréolas de rachar ou secar durante essa transformação.

6. Podem começar a vazar

No segundo ou terceiro trimestre, você pode notar um líquido sair do seu mamilo. É o colostro, um leite inicial que a mulher produz durante a gravidez e nos primeiros dias depois do parto. Ele é concentrado e grosso e pode secar e ficar em torno dos mamilos. “Até o fim da gravidez, seus seios produzirão muito colostro e leite,” acrescenta Mary Jane.

7.  Surgem as temidas estrias

Todo esse aumento no tamanho faz com que a pele do seio seja esticada e, infelizmente, isso deixa marcas de estrias. Conforme a estria aumenta, seus seios passam a coçar. Alivie a coceira e mantenha a pele da mama hidratada após o banho e na hora de dormir.

8. Eles precisam de um suporte

Os seus seios nunca precisaram de tanto amor e atenção como eles precisam neste momento. Invista no suporte deles, já que, agora, seu corpo está mais pesado e suas costas devem aguentar.

Uma dica é optar por sutiãs de algodão em vez dos sintéticos. Eles são mais confortáveis porque permitem que a pele respire. E não se esqueça de usar sutiã à noite também, pode ser um esportivo de algodão ou um sutiã de maternidade. Essas opções vão deixar tudo mais confortável na hora de dormir.

9. Eles nunca mais serão os mesmos

Depois do desmame, seus mamilos voltarão à cor normal e seus seios vão voltar ao tamanho natural. Como sua pele foi esticada, as marcas das estrias costumam permanecer. Mas encare como lembranças da maternidade!

Leia também:

Eles também merecem atenção: saiba cuidar dos seios na gravidez

Cuidados com os seios na gravidez

5 perguntas sobre cuidados com os seios