Gravidez

Jennifer Aniston diz que gostaria de ter congelado óvulos; entenda como funciona a técnica

Jennifer Aniston conta que já tentou engravidar diversas vezes: “Eu fiquei tão frustrada” - Getty Images
Getty Images

Publicado em 11/11/2022, às 05h59 - Atualizado às 07h08 por Redação Pais&Filhos


Engravidar é o sonho de grande parte das mulheres. No entanto, pode demorar até que a futura mãe se sinta realmente pronta para iniciar uma família. O problema é que, até que esse momento chegue, uma série de fatores, como o avanço natural da idade e surgimento de doenças como endometriose, podem afetar a fertilidade da mulher e atrapalhar o sonho de ter um filho. Então, para quem prefere postergar a gravidez com menor risco, o congelamento de óvulos é uma excelente opção.

Jennifer Aniston conta que já tentou engravidar diversas vezes: “Eu fiquei tão frustrada” (Foto: Getty Images)

Em entrevista à Allure, publicada nessa quarta-feira, dia 9 de novembro, a atriz hollywoodiana Jennifer Aniston fala pela primeira vez sobre sua vida pessoal. Aniston contou publicamente sobre suas tentativas de engravidar, usando diferentes métodos, desde a fertilização in vitro, até o uso de chás especiais na esperança de que algum deles a ajudasse a fecundar. Ela diz que não se arrepende das tentativas, mas que teve ‘uma jornada desafiadora’ ao tentar ter filhos. Aniston conta também que sofreu muita pressão da mídia.

Com 53 anos de idade, ela lembra da fase entre os 30 e 40 anos, época que estava tentando engravidar. Sem ter conhecimento sobre o congelamento de óvulos, Jennifer conta que gostaria que alguém a tivesse orientado sobre esse procedimento quando mais nova.

O congelamento de óvulos é ideal para quem busca adiar a gravidez

Mas afinal, o que é o congelamento de óvulos?

O especialista Matheus Roque explica que é uma técnica de Reprodução Assistida, que tem o intuito de preservar a fertilidade. “Através dela, os óvulos que são congelados mantêm suas características. Eles mantêm a qualidade da idade da mulher no momento do congelamento e, caso precisem ser utilizados no futuro, darão as chances de sucesso no tratamento”.

O congelamento de óvulos garante maiores chances de sucesso em gravidez tardia (Foto: iStock)

Quem pode congelar óvulos?

Todas as mulheres que ainda apresentem óvulos e não tenham entrado na menopausa podem congelar os óvulos, mas dependendo da idade, a qualidade pode ser afetada. Sobre a procura pelo tratamento, Carla Iaconelli explica que “o perfil dessas mulheres costuma ser entre 30 e 40 anos, que pretendem construir uma família, uma parte delas solteira que não encontrou o parceiro ou parceira ideal para construir essa família, ou não está no momento da vida e pretende ter filhos após os 35 anos”.

Existe idade limite para congelar óvulos?

Teoricamente, não existe uma idade limite para congelar óvulos, mas Matheus Roque explica que é possível dar mais chances ao tratamento para engravidar. “Quanto menor a idade da mulher no congelamento, maior a qualidade do óvulo congelado e maiores as chances de gravidez caso estes óvulos precisem ser utilizados no futuro”.

Tipos de congelamento de óvulos

Vitrificação: é a técnica atual que, segundo o médico, veio para “revolucionar” a maneira de se realizar o congelamento de óvulos e também de embriões. Ele pode ainda zerar efeitos deletérios que o procedimento causava nos óvulos com técnicas anteriores. “Por isso, evita-se a formação de cristais de gelo no interior do óvulo no momento do congelamento, diminuindo o dano a este óvulo”. Nessa técnica, os oócitos ficam imersos em nitrogênio líquido a -196ºC.

Congelamento lento: a técnica antiga e aprimorada para a vitrificação desde 2005, era usada tanto para óvulos como para embriões. O principal ponto negativo é que a partir do congelamento, acabava formando muitos cristais de gelo no interior do oócito, que danificavam a estrutura célula e causavam alterações cromossômicas. Felizmente, com o avanço da ciência, o método foi modificado e trouxe mais sucesso para o procedimento.

Como o congelamento de óvulos é feito?

O médico comenta que para realizar o procedimento de congelamento de óvulos, a mulher precisa fazer uma espécie de “pré tratamento”. A partir disso, por volta de aproximadamente dez dias, ela recebe um estímulo hormonal que levará ao amadurecimento de diversos óvulos durante um ciclo menstrual. “Após este período de estimulação, será realizada a coleta dos óvulos através de uma punção ovariana guiada por uma ultrassonografia transvaginal. Neste momento, os óvulos serão aspirados dos ovários, avaliados no laboratório se são óvulos maduros ou não e aí congelados”.

Após a coleta dos óvulos, eles podem permanecer congelados por um período indeterminado, mantendo assim a qualidade do procedimento. No caso de Thelma Assis, foi escolhido o método de congelamento do embrião, que é formado com a união do óvulo e espermatozoide em laboratório. “Cada estratégia (congelar óvulos ou embriões) pode ter suas vantagens e desvantagens quando comparadas com a outra. Quando o embrião é congelado, temos mais informações a respeito das chances de sucesso, uma vez que já temos certeza da formação dos embriões. Com o congelamento dos óvulos, temos uma promessa ou probabilidade. Mas não temos como ter certeza que aqueles óvulos congelados realmente formarão embriões quando forem descongelados”, explica Matheus.

No caso do congelamento de embriões, é pensando não só na fertilidade da mulher, mas sim na do casal, “pois aquele embrião só poderá ser utilizado com o consentimento da família. Quando os óvulos estão congelados, antes que seja realizada a fertilização, está preservada a fertilidade da mulher. Ela poderá fazer o que quiser e quando desejar com aqueles óvulos previamente congelados”.

Quantos óvulos preciso congelar?

Depende, pois é preciso analisar a idade da mulher. “Em teoria, quanto mais óvulos congelados, maiores as probabilidades de gravidez no futuro”, comenta o especialista em reprodução humana. Mas, vale reforçar que é superimportante a família buscar pelo aconselhamento médico para tirar todas as dúvidas sobre o procedimento.

Quais são os riscos em congelar óvulos?

Com os avanços da técnica, os riscos durante a estimulação ovariana e coleta dos óvulos são mínimos. Além disso, Matheus Roque reforça que até o momento, não existem evidências científicas de que haja alguma consequência para a criança que tenha sido concebida através de óvulos congelados.

Quanto custa para congelar óvulos?

Isso pode depender conforme o perfil da paciente, além das medicações necessárias para o tratamento. Geralmente, o valor médio para congelar óvulos costumar ser entre de R$ 15 mil a R$ 20 mil. Após o procedimento, é necessário pagar uma taxa de manutenção anual dos óvulos, que é em torno de R$ 1 mil.

Inscreva-se no 14º Seminário Internacional Pais&Filhos

O 14º Seminário Internacional Pais&Filhos – Toda família é nossa já tem data para acontecer. Depois de cinco edições online, essa volta a ser presencial no dia 17 de novembro, na Unibes Cultural, em São Paulo. Vai rolar palestras, mesa-redonda, sorteios, ativações e muito mais! Para participar, é só se inscrever aqui! Te esperamos por lá.


Leia também

Anna Jatobá retira sobrenome do ex-marido depois do fim do relacionamento - (Foto: Divulgação)

Família

Anna Jatobá e filhos excluem sobrenome de Alexandre Nardoni após separação

Gêmeas siamesas falam sobre relacionamento - (Foto: reprodução/TikTok)

Família

Gêmeas siamesas falam sobre relações íntimas após uma assumir namoro

Mãe e filha - (Foto: Reprodução/Freepik)

Família

Mãe diz que se arrependeu de adotar filha após conseguir engravidar: "Nunca senti que ela era minha"

Virginia Fonseca - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Virginia se pronuncia sobre atitude polêmica com babá da filha: "Não foi porque não quis"

Mica Rocha anuncia nascimento do terceiro filho, Henrique - Reprodução/Instagram

Família

Nasceu! Mica Rocha anuncia chegada do terceiro filho após complicação no pós-parto: “Eternamente grata”

Os nomes japoneses femininos são lindos, fortes e possuem significados encantadores - Getty Images

Bebês

Nomes japoneses femininos: 304 opções lindas para você conhecer

Fernando Sastre, dono de porsche que matou motorista - (Foto: Reprodução)

Família

Dono de Porsche sugere dar 1 salário mínimo todo mês para família de vítima

Gabi Luthai estava grávida de gêmeos - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Téo Teló e Gabi Luthai escolhem nome curto e com forte significado para o primeiro filho