Gravidez

Grávidas sofrem como crianças na baixa umidade

Tomar pelo menos 2 litros de água por dia evita baixa no líquido amniótico

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

No inverno, o tempo fica mais seco mesmo. Bebês, crianças e idosos sofrem muito e precisam de cuidados especiais. As grávidas também. “Elas sofrem como crianças pequenas com o tempo seco”, afirmou a ginecologista e obstetra Dra. Daniela Gouveia, mãe de Pedro Henrique e Maria Isabel. 

Acompanhe sua gestação semana a semana

Sangramento e desidratação

Anúncio

FECHAR

Uma das consequências mais comuns nas gestantes com a baixa umidade são os sangramentos no nariz, gengiva e lábios. Mesmo que a mulher nunca tenha tido este tipo de problema, ela pode apresentar durante a gravidez. Isso acontece porque os vasos da grávida estão dilatados e o ressecamento deixa essas áreas muito sensíveis.

Se for só um sangramento, você deve fazer uma compressão nasal (por cinco minutos, tempo para o sangue estancar). A médica recomenda que você fique com a cabeça em posição reta durante a compressão. Esqueça a clássica posição deitada com a cabeça pra trás. Essa posição pode causar náuseas e vômito.

Se o sangramento não parar durante alguns minutos, em casos extremos, vai ser recomendada uma cauterização com um otorrinolaringologista.

Você também precisa tomar bastante cuidado com a hidratação, tomando muita água, sucos naturais, água de coco e comendo frutas. As gestantes têm mais propensão de desidratar-se, já que a produção de líquido amniótico exige que você capriche na ingestão de líquidos.

A ginecologista recomenda que grávidas ingiram pelo menos 2 litros de água por dia. “Sem tomar água, pode haver uma baixa no líquido amniótico, o que é prejudicial para o desenvolvimento do bebê. A bolsa da placenta é muito rígida, um músculo. É o líquido que a estende, por isso a grande importância da hidratação”, explica.

 

Hidratando tudo

Além do filtro solar – sim, ele deve ser usado no inverno também! -, para evitar as manchas de pele da gravidez, o rosto e o corpo devem ser bastante hidratados. Isso porque, com a baixa umidade, a grávida fica mais propensa a criar estrias, varizes e tromboses (coágulos nas veias). Por isso, fica a dica: hidrate a pele com cremes, dando atenção especial para partes do corpo bumbum, pernas, pés e barriga, claro.

É recomendável que as grávidas (e isso serve para bebês e crianças) coloquem umidificadores de ar no quarto, já que podem apresentar tosse seca e sinusite. É legal deixar o aparelho na lateral da cama. Caso não seja possível comprar um umidificador, você pode substituí-lo por uma bacia de água.

Consultoria: Dra. Daniela Gouveia, ginecologista e obstetra da Clínica Vivid, mãe de Pedro Henrique e Maria Isabel