Gravidez

Dirigindo grávida

Estudo indica as maiores dificuldades da gestante na hora de conduzir veículo

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Não é difícil encontrar nas ruas uma mulher dirigindo grávida, mesmo durante os meses finais de gestação. Um estudo feito pela Ford apontou os principais obstáculos que as grávidas enfrentam ao dirigir com o barrigão. Algumas delas já eram de se imaginar, como desconforto ao se mexer e dificuldade para alcançar certos comandos do veículo. Outras barreiras importantes detectadas pela pesquisa são a mudança no centro de gravidade do corpo da mulher e problemas de postura.

As limitações foram apontadas utilizando uma barriga postiça munida de sensores, especialmente desenvolvida pela Ford. O protótipo simula o peso, tamanho e formato do corpo da grávida e é feito de uma bolsa com aproximadamente 2,7 kg que contém almofadas e água que imitam os movimentos do feto.
 
Como resultado, a Ford divulgou algumas medidas de prevenção no trânsito para as gestantes, principalmente com relação ao cinto de segurança. Ele deve ter sua alça inferior posicionada abaixo da barriga – que, por sua vez, deve estar afastada ao máximo do volante- e a alça superior ajustada entre os seios da grávida, além de estar o mais próximo possível do corpo da gestante.
 
A equipe da Ford também está utilizando o protótipo para simular em computador os impactos vividos por grávida e bebê em situações de choques e colisões em diferentes velocidades. A intenção é desenvolver novas estratégias de proteção para este público-alvo.

Pais&Filhos TV