Gravidez

Corrimento na gravidez: veja o que é normal e quando você deve se preocupar

Uma das coisas que muda no corpo da mulher quando ela engravida é a secreção vaginal - Uma das coisas que muda no corpo da mulher quando ela engravida é a secreção vaginal
Uma das coisas que muda no corpo da mulher quando ela engravida é a secreção vaginal

Publicado em 15/08/2022, às 07h03 - Atualizado em 13/10/2022, às 06h48 por Cecilia Malavolta, filha de Iêda e Afonso


Planejada ou não, a gravidez chega mudando tudo na vida de uma mulher. Agora, os exames passam a fazer parte da rotina, a alimentação muda para ficar ainda mais nutritiva, os estudos sobre amamentação e desenvolvimento do bebê entram para a lista de coisas do dia a dia. E, além de tudo isso, é preciso lidar com as alterações hormonais e físicas que acontecem ao longo desses nove meses de espera.

E as mudanças físicas vão muito além da barriga que cresce e dos seios que aumentam e mudam de cor. Junto deles, existem alterações ainda mais íntimas – como é o caso do corrimento vaginal, que também se altera durante o período da gestação. Para entender melhor o que acontece dentro (literalmente) do corpo da mulher durante a gravidez, conversamos com a dra. Claudia Gina Rubin, ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana no Projeto Alfa e mãe de Carolina e Rodrigo.

Uma das coisas que muda no corpo da mulher quando ela engravida é a secreção vaginal
Uma das coisas que muda no corpo da mulher quando ela engravida é a secreção vaginal

Qual é o corrimento normal na gravidez?

Enquanto a mulher está grávida, o corrimento vaginal tende a ficar mais espesso e consistente. Essa mudança na secreção acontece por causa do aumento da progesterona na produção hormonal. Além disso, “é comum que aumente a quantidade de secreção vaginal. E isto acontece de maneira fisiológica, não precisa de tratamento”, explica a ginecologista e obstetra.

Conforme a gestação se aproxima da reta final e a mãe está prestes a dar à luz, há outra alteração no corrimento vaginal. Durante esse período, a mulher perde o tampão mucoso, uma secreção bastante espessa, com aspecto gosmento de cor branca e podendo ter alguns vestígios de sangue. Podendo acontecer a partir da 37ª semana, a saída do tampão mucoso pode ser considerado um marco da proximidade do final da gestação, identificando que o trabalho de parto ocorra entre alguns dias ou semanas.

O tampão mucoso é como se fosse uma “rolha” de muco protetora que preenche o interior do colo do útero. Durante a gestação, essa parte do corpo da mulher costuma ser longa para proteger o bebê, mas, antes do trabalho de parto, passa a sofrer um processo de amolecimento e afinamento. Conforme isso vai acontecendo, esse preenchimento de muco pode ir se soltando.

Qual corrimento não é normal durante a gravidez?

É preciso ficar atento a qualquer tipo de corrimento muito abundante durante o início da gestação, além de secreções que não possuem coloração esbranquiçada ou transparente. Além disso, é importante ressaltar que o corrimento da grávida não deve ter cheiro forte ou distorcido, nem estar acompanhado de outro tipo de sintoma, como coceiras ou ardor.

Fique atenta: o corrimento vaginal normal na gravidez não deve ter cheiro forte e distorcido e precisa ser esbranquiçado ou transparente
Fique atenta: o corrimento vaginal normal na gravidez não deve ter cheiro forte e distorcido e precisa ser esbranquiçado ou transparente (Foto: Shutterstock)

Essa alteração de corrimento, juntamente com sintomas como a coceira, pode ser um indicativo de que a mulher está com candidíase. Segundo o ginecologista e obstetra Dr. Igor Padovesi, colunista da Pais&Filhos, e pai de Beatriz, Guilherme e Cecília,  a candidíase é uma infecção fúngica, sendo comumente causada pela Candida albicans. “Pode acontecer em vários lugares, mas geralmente ocorre nos locais mais úmidos do corpo, como região de dobras, ou ainda urogenital”. Neste problema, os principais sintomas são:

  • Corrimento branco ou branco amarelado – espesso e com aspecto de nata
  • Coceira
  • Ardência na região genital
  • Inchaço e vermelhidão na região íntima (caso ela envolva a vulva)

Outro sintoma para ficar muito atenta e sempre realizar exames de rotina, principalmente sem estar grávida, é para o corrimento amarelo acompanhado de odor forte, sangramentos menstruais irregulares e dores abaixo do ventre após relações sexuais e a menopausa. Esse conjunto de fatores pode indicar um possível câncer de colo de útero. Por isso, faça um check-up regularmente para garantir que sua saúde esteja em dia.

Como diagnosticar um problema no corrimento durante a gravidez?

Ao longo da gestação, o acompanhamento médico é fundamental para garantir que está tudo certo com a saúde da grávida e do bebê. Ao perceber qualquer mudança no corrimento vaginal, é indicado que a grávida se oriente com o obstetra que está realizando todos os exames de rotina e checagem para que possa ser feita uma investigação e, após isso, chegar a um diagnóstico e tratamento.

“É necessário realizar o exame físico que consiste em um exame especular para vermos as características do corrimento (cor, cheiro e aspecto), assim como vermelhidão da vagina, ou colo do útero e um toque vaginal para avaliar a dor pélvica. A partir do resultado deste exame físico e do tipo de corrimento (absteria, fungo ou outro fator), é prescrito o tratamento que varia de cremes vaginais até antibióticos via oral”, explica a dra. Claudia.

Qual corrimento indica que a mulher está pronta para engravidar?

“No ciclo menstrual, a secreção vaginal muda de acordo com a oscilação hormonal”, explica a especialista em reprodução humana. “Durante a primeira fase do ciclo, estamos produzindo óvulos e o hormônio mais presente é o estrogênio. Ele torna a secreção bem fluida e transparente. Perto da ovulação, quando temos pico de outro hormônio chamado LH, o corrimento vaginal se torna filante. Um pouco mais espessa e já parece uma gosma, mas ainda é mais fluida. Este é o melhor momento para tentar engravidar. Durante a segunda fase do ciclo, a secreção é mais espessa e esbranquiçada devido à ação da progesterona”.

Corrimento no início da gestação

Um dos primeiros sintomas de gravidez que aparecem logo quando há a fecundação do óvulo pelo espermatozoide é um corrimento cor-de-rosa muito claro. “Esse acontecimento de chama nidação do embrião, que acontece uma vez que o embrião se fixa ao endométrio (nome dado ao tecido que recobre o útero internamente), que acaba sendo vascularizado – por isso a cor da secreção”, explica a enfermeira obstetra e consultora de amamentação Cinthia Calsinski, colunista da Pais&Filhos e mãe de Matheus, Bianca e Carolina. No entanto, ela alerta: esse não é um sintoma que vai acontecer com todas as mulheres.


Leia também

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

Registro feito por Ana Paula Siebert ao lado de Roberto Justus - Reprodução/Instagram

Família

Roberto Justus fala sobre desgaste no relacionamento com Ana Paula Siebert: “Ela odeia”

(Foto: reprodução/Instagram)

Família

Lore Improta mostra evolução da barriga e avisa: "Tem mais neném chegando"

A bebê passou por uma onda de calor de 48,9° - (Foto: Reprodução/ Facebook)

Família

Bebê de 4 meses morre em passeio após passar por calor de quase 49°

Carlinhos Maia disse que quer ter o primeiro filho com o marido - (Foto: Reprodução/ Instagram)

Família

Carlinhos Maia fala sobre primeiro filho com o marido: “Estou com cabeça de grávida”

Raffa Justus vai dançar valsa com o padastro na sua festa de 15 anos - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Rafaella Justus foge do modelo tradicional para a festa de 15 anos

O menino de apenas dois anos aprendeu três idiomas - (Foto: Arquivo pessoal)

Família

Menino baiano que leu e escreveu com apenas 1 ano aprende inglês, russo e coreano aos 2 anos

Tainá Castro é ex do atual de Karoline Lima - (Foto: Reprodução/ Instagram)

Família

Éder Militão se casa longe dos holofotes com Tainá Castro, ex de Léo Pereira