Gravidez

3 ações que ajudam o bebê a ficar na posição certa para nascer

Seu filho ainda não está na posição correta? Dá para resolver sem recorrer à cesárea

Logo-Parents (1)
Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

shutterstock_245707453

Foto: Shutterstock

Nas semanas finais da gestação, seu médico certamente vai checar se o bebê está na posição ideal para o parto, com a cabeça para baixo, na direção do canal e virado de costas para você. A maioria dos bebês ficam nessa posição instintivamente nas últimas semanas, no entanto 1 em cada 25 crianças não está na posição ideal.

Em casos como esses, muitos médicos acabam indicando a cesárea, mas calma: existem três coisas que você pode fazer para induzir seu bebê a ficar na posição certa, ou garantir que ele permaneça lá, caso já esteja. Confira abaixo a lista, elaborada pela revista americana Parents:

 

Anúncio

FECHAR
  1. Marque uma “inversão”: se você estiver na 37ª semana e seu bebê está na posição correta, mas virado para a frente, seu médico pode realizar uma “inversão cefálica”, que basicamente consiste em aplicar pressão em seu abdômen com as mãos e tentar fazê-lo girar. Essa opção deve ser oferecida a você, a não ser que o parto normal tenha sido contraindicado por alguma outra razão. A manobra tem 50% de chance de dar certo e a sensação é de uma massagem, sem dores em excesso.
  2. Mexa-se!: fazer caminhadas ou alongamentos pode ajudar a afrouxar os ligamentos e tecidos conjuntivos que suportam o útero, ajudando a criar mais espaço para que o bebê gire o corpo e fique na posição correta. Converse com seu médico e informe-se até quando você pode fazer agachamentos, pois eles ajudam muito nesse processo: com as costas retas e os ombros alinhados com os pés, dobre os joelhos e fique nessa posição de 10 a 30 segundos. Levante lentamente. Faça cinco repetições desse exercício por dia. “Sentar-se da maneira correta também ajuda. Eu sempre falo para minhas pacientes que evitem encostos confortáveis demais e prefiram ficar com as costas retas”, diz Andrea Shandri, doula na Iowa Doula Agency.
  3. Prepare-se bem para o parto: bebês em posições contrárias vão pressionar mais o seu cóccix durante o trabalho de parto, causando uma dor bem intensa. Portanto, saiba como minimizar esse desconforto: durante as últimas semanas de gravidez não fique muito tempo parada, passe algum tempo sentada em bolas de Pilates e, quando chegar a hora, permaneça de pé até ficar com pelo menos 6 centímetros de dilatação.

 

Leia também:

Exterogestação: você sabe o que é?

Seja alegre, é o Papa Francisco quem pede às grávidas

Menina de 12 anos puxa o irmão para fora durante parto normal da mãe

 

 

 

Pais&Filhos TV