Família

Pesquisa: pais brasileiros são os mais flexíveis na noite da virada

91% deles permitem que os filhos fiquem acordados até meia-noite

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Foto: Divulgação

Espetáculo de fotos sempre marca a virada do ano. Foto: Divulgação

De acordo com uma pesquisa feita agora em dezembro pela Netflix, mais da metade dos pais no mundo todo (60%) prefere celebrar mais cedo com os filhos na noite do dia 31 de dezembro e ter as crianças dormindo na hora da virada. Já os pais brasileiros acham que a contagem regressiva é um momento especial para a família e 91% permitem que as crianças fiquem acordadas até a meia-noite.

Embora 97% dos pais do mundo todo passem o Réveillon ao lado da família, a forma como esta noite especial é comemorada varia bastante. Veja algumas curiosidades:

Nos EUA, Reino Unido, Canadá e Austrália, quase metade dos pais (49%) acha que a nova meia-noite pode chegar por volta das 21h. Nos Estados Unidos, os pais já têm um plano: 41% usam uma contagem regressiva especial para que as crianças durmam mais cedo.

Anúncio

FECHAR

Os pais australianos mal podem esperar para colocar os filhos para dormir. Além disso, um terço dos adultos (33%) admite que também iria dormir depois de dar boa noite aos filhos – muito antes da meia-noite. No resto do mundo esse percentual ficou em 18%.

Os pais italianos e franceses são os mais românticos e aproveitam para curtir a virada com seus companheiros após colocar os filhos na cama (50% e 43%, respectivamente).

Na Espanha e no México, os pais adoram uma festa e metade dos entrevistado mal pode esperar para se divertir com outros adultos após dar boa noite aos filhos.

Sobre a pesquisa
A pesquisa Netflix sobre o Ano-Novo foi realizada online pela SurveyMonkey Audience para a Netflix entre 4 e 15 de dezembro de 2015. Uma amostragem de 9.128 pais com pelo menos um filho menor de 12 anos do Brasil, Itália, Espanha, França, México, E.U.A, Canadá, Reino Unido e Austrália foi entrevistada. A exatidão das pesquisas online SurveyMonkey Audience é medida pela margem de erro. A margem de erro dos resultados é de 1,03%, com base num intervalo de confiança de 95%.

Leia também:
Série “Croods, o Início” estreia na Netflix