Família

Justiça não aceita rever condenação e mantém réus do Caso Evandro

O garoto foi encontrado em vísceras e mutilado - reprodução/ G1
reprodução/ G1

Publicado em 17/03/2023, às 15h01 por Redação Pais&Filhos


O caso do menino Evandro aconteceu há mais de 30 anos e na última quinta-feira, 16 de março, os desembargadores da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) decidiram que por três a dois votos, não irão alterar a condenação de Beatriz Abagge, após o desaparecimento e morte do garoto Evandro Ramos Caetano. Mesmo com a justiça mantendo a condenação, a defesa poderá recorrer.

O caso Evandro aconteceu em abril de 1992, em Guaratuba, no Paraná. O garoto de apenas 6 anos, sumiu no trajeto que fazia da casa até a escola. No entanto, o pedido de condenação da mulher foi definido após o julgamento de recurso apresentado na defesa. Fora Beatriz, a defesa também queria anular as condenações de Osvaldo Marcineiro e Davi dos Santos Soares. Nas próprias redes sociais, Beatriz falou que ‘já esperava’.

O garoto foi encontrado em vísceras e mutilado (Foto: reprodução/ G1)

No entanto, antes da sessão, o Ministério Público do Paraná disse que iria aguardar o resultado para manifestação. Um dos recursos usados por Beatriz para a defesa, foram algumas gravações que mostra ela e os outros réus confessando o crime contra Evandro após sofrerem diversas torturas. Essas são as mesmas gravações que a Globo mostrou na narrativa documental ‘O Caso Evandro’. Já, no ano passado, o Governo do Paraná pediu desculpas para Beatriz por ‘sevícias indesculpáveis‘ sofridas por ela a época.

Sobre o caso

O garoto, Evandro Caetano, de apenas 6 anos, sumiu em abril de 1992. Nesta época, muitas crianças estavam sumindo na região de Guaratuba, no interior do Paraná. A mãe do garoto deixou que ele fosse para a escola, que ficava a 150 metros da casa em que a família vivia. Porém, o garoto não voltou para casa e depois de cinco dias, o corpo do menino foi encontrado com diversas mutilações e sem vísceras e órgãos internos.

Filho de condenada no Caso Evandro

Conforme apuração do G1, o Luccas Abagge, de 32 anos, foi o preso durante a noite de sábado, 19 de junho do ano passado – após cruzar a fronteira no Brasil por Ponta Porã (MS), a 313 km de Campo Grande. O homem é filho de Beatriz Abagge, uma das condenadas pela morte de Evandro Ramos Caetano, em Guaratuba, localizada no Paraná. Ainda de acordo com o portal jornalístico, a Polícia Civil informou que o homem apresentou documentos falsos com o nome do menino morto.

O Luccas tentou cruzar a fronteira vindo do Paraguai. O mesmo dirigia um carro com os faróis apagados e foi abordado pela Polícia Militar ao entrar no Mato Grosso do Sul. No carro, o Abagge estava acompanhado da esposa. Ele apresentou uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com o nome de Evandro Oliveira Ribeiro. Em sequências, os policiais consultaram o documento na Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran). Os agentes constataram que a imagem não se tratava de Luccas.

Placa de trânsito
Placa de trânsito (Foto: Reprodução / TV Globo)

Os policiais notaram que havia um mandado de prisão contra o Luccas no estado do Paraná. Já que, ela foi condenado por dois homicídios, um cometido em 2015 e outro em 2016, em Curitiba. O Abagge foi levado à 1ª Delegacia de Polícia de Ponta Porã e está preso pelo uso de um documento falso. Segundo o boletim registrado, o Luccas estava “agressivo e nervoso”, sendo assim, precisou ser algemado.

Já a esposa de Lucas foi ouvida como testemunha e afirmou não saber dos mandados de prisão contra o marido, a quem conhecia apenas por Evandro.

Vacinação de mãe para filho

Tire todas as suas dúvidas e aprenda sobre a importância das vacinas para a proteção e saúde da família toda!


Leia também

Modelo apontada como mãe de filha de Neymar rebate notícia pela primeira vez - (Foto: reprodução/Instagram)

Gravidez

Modelo que estaria grávida de Neymar quebra silêncio e fala pela primeira vez sobre boatos

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

Heloisy Oliveira e Micael Borges - Reprodução: Instagram

Família

Micael Borges elogia a esposa após Lívia Andrade insinuar traição no Domingão com Huck

Ticiane não foi ao aniversário de Vicky - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Ana Paula Siebert explica o motivo de Ticiane Pinheiro não ir ao aniversário de sua filha

O momento da escolha do nome é superespecial e deve ser vivido com muito carinho pela família - Getty Images

Bebês

210 nomes masculinos para bebês: ideias fortes (e lindas!) para você chamar o seu filho

Angélica fala sobre abrir relacionamento com Luciano Huck - Reprodução/ Instagram

Família

Angélica fala sobre abrir relacionamento com Luciano Huck

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Família

Mãe desaparecida por duas semanas é encontrada enterrada sob o piso da própria casa

Maria Alice diverte Virginia ao ver irmão mexendo na barriga - Foto: Reprodução/Instagram

Família

Virginia cancela festa de Maria Alice após doença: "Já tinha programado tudo"