Família

Jardim Botânico – Porto Alegre/RS

Espaço é dedicado ao cultivo e pesquisa de plantas

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

O Jardim Botânico de Porto Alegre é um dos cinco maiores do país e uma ótima opção pras crianças se divertirem em contato com a natureza, com vários bichos e muito verde. O espaço é dedicado ao cultivo e pesquisa de plantas e fica aberto ao público. Com alguns pontos de descanso e trilhas em meio à mata nativa, dá pra fazer piquenique com tudo o que se tem direito: cesto de vime, toalha xadrez, sombra e água fresca. Pra quem não quer ter nenhum trabalho de preparar o almoço, uma lanchonete perto dos quiosques garante a refeição. É possível ainda agendar visitas guiadas por monitores, comprar flores e mudas no viveiro e ir no Museu de Ciências Naturais, que tem três salas e um local para exposição de serpentes. Para uma infância com aventuras, é uma experiência incrível.

QUANDO: de terça a domingo, das 8h às 17h.

Anúncio

FECHAR

QUANTO: R$4; estudantes e maioresde 60 anos pagam meia-entrada;e crianças de até 10 anos não pagam

COMO CHEGAR: O bicicletário atualmenteestá em reforma para ampliação, maso estacionamento comporta 150 carros

MAIS INFORMAÇÕES: fzb.rs.gov.br/jardimbotanico

DICA DE MÃE “Eu e meu marido sempre procuramos despertar em nossos filhos o amor e o respeito pelo verde e pelos animais. Se dependesse deles, teríamos quase um zoológico e uma floresta em casa. O Davi, por exemplo, completou 7 anos em março e decidiu comemorar com os amigos, de forma divertida e ecológica, com um piquenique no Jardim Botânico. Lá, há dois lagos com belas pontes, e um deles abriga tartarugas de espécies diferentes, que os meus filhos adoram. Ficar embaixo das goiabeiras pra lanchar também é uma boa dica. O site traz sugestões de como organizar piqueniques e orienta discussões sobre questões atuais, como alimentação saudável, reciclagem e coleta seletiva.A visita ao Museu de Ciências Naturais também é imperdível, já que ele desenvolve estudos sobre fauna e flora, fósseis e ecossistemas aquáticos e terrestres, com salas de exposições e coleções científicas com um acervo de exemplares de plantas e animais. As crianças adoram os animais empalhados. Enfim, é um lugar seguro e sossegado, para relaxar e descansar. Uma verdadeira lição de ecologia e respeito à vida que pode – e deve – ser ensinada aos nossos filhos. Não é à toa que escolhemos morar ao lado desse oásis.”

Luciana Bragagnolo, mãe de Davie Marina, é odontopediatra