Criança

Estimule a criatividade do seu filho em 4 passos

Psicoterapeuta Leo Fraiman dá dicas certeiras para seu filho ter boas ideias

Carolina Porne

Carolina Porne ,Filha de Sandra e Rubens

Foto: Shutterstock

Criatividade não é um dom, é algo que pode ser desenvolvido. Para Leo Fraiman, psicoterapeuta e professor, filho de Moisés e Ana, nosso cérebro é uma grande biblioteca: se organizamos as informações que recebemos da melhor maneira, podemos ter mais repertório e motivação para criar algo novo. Isso vale para adultos e crianças.

Pensando nisso, o especialista listou quatro dicas certeiras para arejar a mente e preparar a cabeça para se tornar um território de boas ideias. E o melhor: todas essas atitudes são deliciosas. Aplique no dia a dia do seu filho hoje mesmo!

  • Reserve tempo livre: “algumas crianças hoje tem agendas mais lotadas quanto a de um adulto. O ócio é importante para que a criança liberte sua imaginação e seja criativa”, diz Fraiman. Horário para não fazer nada também precisa estar na agenda!
  • Incentive as brincadeiras simples: o brinquedo mais caro nem sempre rende a brincadeira mais divertida. Você já foi criança e sabe que dá para brincar com muito pouco, pois a principal ferramenta para essa deliciosa tarefa é a imaginação. Motive seus filhos a brincarem sem brinquedos; que tal apresentar o seu jogo favorito da infância?
  • Seja feliz: “a alegria libera uma substância no organismo chamada dopamina que, ao agir no sistema nervoso e no cérebro, nos deixa mais propensos a ter novas ideias, a refletir, a criar. Por outro lado, quando criamos algo bom, ficamos felizes, estabelecendo um ciclo extremamente virtuoso”, explica Fraiman.
  • Trabalhe narrativas: todo mundo gosta de uma boa história. Separe um tempo todos os dias para contar histórias com seu filho, e isso vai além dos livros. “De noite, antes de dormir, peça para que seu filho conte como foi o dia dele, como uma historinha. Depois, conte como foi o seu. As histórias pessoais também precisam ser contadas – o sucesso das redes sociais não nos deixa mentir”, comenta o psicoterapeuta.

Para celebrar a leitura, os inesquecíveis personagens da Turma da Mônica chegam ao McDonald’s no formato de seis livros especiais na nova campanha do McLanche Feliz. “Para termos um bom desenvolvimento psicoafetivo é essencial oferecer às crianças oportunidades para que exercitem a sua imaginação, pois é desta capacidade: imaginar, sonhar e criar, que poderá advir tanto o sucesso como a felicidade. Alimentar a imaginação é um ato generoso, sábio e amoroso. Ao ler, ao brincar, ao desenhar, ao assistir a um filme, estamos dando asas à nossa imaginação ”, afirma Fraiman.

Anúncio

FECHAR

 

Leia também:

Mãe marmiteira, filho marmiteiro

Reciclagem em casa: a família toda pode ajudar

Dicas para fazer seu filho levantar da cama e “já para a escola”