Família

Emocionante! Mãe de três filhos com deficiência transforma superação em livro

Rosana junto com o marido e os três filhos com deficiência - Reprodução / G1 / Arquivo Pessoal
Reprodução / G1 / Arquivo Pessoal

Publicado em 12/11/2020, às 07h32 - Atualizado às 07h36 por Camila Montino, filha de Erinaide e José


No litoral de São Paulo, em Santos, Rosana Nunes de Araújo, de 55 anos, sempre se apresenta como ‘mãe de três meninos especiais’, ela tem cinco filhos, sendo três rapazes com deficiência. As necessidades fizeram com que ela deixasse o emprego para se dedicar integralmente a eles e foi então que Rosana descobriu o amor pela escrita e decidiu lançar um livro sobre a própria história de superação.

Rosana junto com o marido e os três filhos com deficiência  (Foto: Reprodução / G1 / Arquivo Pessoal)

No livro ela reúne lembranças de anos de experiência de como ela aprendeu como lidar com a síndrome de Down e a paralisia cerebral, em uma época que tinha pouca informação. O nome do livro se chama “Hoje é só gratidão”. “Meu filho foi muito excluído. Na época, quem tinha filhos como o meu escondiam em casa. Mas, fui diferente, desde o primeiro instante decidi que iria levar ele para todo lugar”, disse segundo o G1.

História emocionante

O livro como com a história de Lucas, de 30 anos, ele foi diagnosticado com síndrome de Down, momento em que Rosana começou a pesquisar sobre a deficiência. Anos depois, ela teve Matheus, diagnosticado com paralisia cerebral por falta de oxigenação no parto.

Então, ela decidiu se dedicar aos filhos e, com a ajuda do esposo, começou a busca por tratamentos e grupos de inclusão. “O médico disse que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar, mas na minha vida caiu. O Matheus passou por 22 cirurgias, e depois descobri que ele não poderia andar”, contou Rosana.

O terceiro filho com deficiência foi Vicente, de 23 anos adotado por Rosana. Ele tem síndrome de Down, e é filho biológico de uma grande amiga da escritora, que morreu em um acidente Após um ano e quatro meses em um processo de adoção, Vicente passou a fazer parte da família, com quem está há cerca de sete anos. “Como eu não trabalhava, ele ficava comigo, e eu manifestei meu desejo de ficar com ele, decidi adotá-lo”, relembra a mãe.

Desafios e superação

A mãe conta a história de superação (Foto: Reprodução / G1 / Arquivo Pessoal)

Rosana enfrentou muitos desafios, mas ela acredita que um dos maiores era a dificuldade para encontrar tratamento para os filhos. Com uma rotina agitada, com apenas quatro horas de sono por dia, ela teve que priorizar o tratamento de um dos filhos. “Essa foi a parte mais difícil”, comenta ela, que ainda ressalta que o processo durou anos, até que ela se mudou e pode ficar perto de centros de tratamento mais acessíveis.

Apesar das dificuldades ao longo doa anos, Matheus começou a usar cadeira de rodas e se tornou mais independente, cursando uma universidade. Lucas começou a fazer parte de grupos na cidade, assim como Vicente, que também pratica esportes e trabalha em um café.

Com uma maior independência dos filhos, Rosana passou a ter mais tempo livre e decidiu buscar algo a que se dedicar. A antiga produtora de teatro pensou, então, na escrita, e começou um processo de imersão para contar a própria história. “No começo, alguém tinha que sair e alguém tinha que ficar. Meu marido continuou trabalhando e eu, que tinha uma renda menor na época, fiquei, e minha dedicação foi total aos meninos. Então, passei a pensar por onde iria recomeçar”, disse.

A narrativa conta  a dificuldade para encontrar tratamentos em uma época em que médicos não sabiam da síndrome, as vezes em que ela ouviu que os filhos não viveriam muito e situações de preconceito se transformaram em livro. “[O livro] deu sentido a tudo que eu passei. Eu pude passar uma mensagem positiva, a minha mensagem positiva”, diz emocionada.

Seminário Internacional Pais&Filhos

O 10º Seminário Internacional Pais&Filhos – Quem Ama Cria está chegando! Ele vai acontecer no dia 1 de dezembro, com oito horas seguidas de live, em formato completamente online e grátis. E tem mais: você pode participar do sorteio e ganhar prêmios incríveis. Para se inscrever para os sorteios, ver a programação completa e assistir ao Seminário no dia, clique aqui!


Leia também

Anna Jatobá retira sobrenome do ex-marido depois do fim do relacionamento - (Foto: Divulgação)

Família

Anna Jatobá e filhos excluem sobrenome de Alexandre Nardoni após separação

Jogador do Corinthians - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Causa da morte de jovem após encontro com jogador do Corinthians vem à tona 2 meses depois

Ricardo está sendo procurado - (Foto: Reprodução/PCDF)

Família

Professor estupra criança por 4 anos e foge ao ser descoberto pela mãe do menino

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

O corpo começa a dar sinais de que vem bebê aí bem antes da menstruação atrasar - Getty Images

Gravidez

Sintomas de gravidez: nos primeiros dias, que ninguém sabe, de menino e menina e muito mais

De A a Z: confira os nomes femininos americanos para te inspirar - Getty Images

Bebês

Nomes americanos femininos: mais de 1000 opções diferentes para você se inspirar

Foto: Reprodução/ Instagram

Bebês

Fernanda Paes Leme recusa visitas após o nascimento da filha: "Não consigo e não quero"

Imagem Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Bebês

Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas