Família

E agora? Temos um cachorro e o bebê está chegando!

Alguns cães podem reagir mal a chegada do filho dentro de casa, mas não precisa ser assim. Veja as nossas dicas para transformar esse momento em puro amor

Carolina Piscina

Carolina Piscina ,filha de Ana Maria e Osvaldo

cao

 

 

Anúncio

FECHAR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quem tem cachorro em casa, sabe: eles precisam de atenção, cuidados e muito carinho. Mas e quando um bebê está a caminho? O cachorro, muitas vezes, pode se sentir deixado de lado e esquecido, o que pode mudar o comportamento do bichinho. Ele não se sentirá chateado porque tem mais um amigo em casa, mas pela falta de atenção. Entretanto, existem algumas ideias que podem evitar isso:

  1. Como ele sabe?

Os cães podem ouvir os sons do bebê na barriga da mãe sem a ajuda de aparelhos, assim como pode sentir através do olfato a mudança hormonal da mulher. Por isso, ele sabe que algo está mudando, não precisa ser notificado.

  1. Rotina

O importante é tentar não deixar seu cão de lado. Quando o bebê nascer, a mulher terá menos tempo para cuidar do cachorro, por causa da amamentação e todos os cuidados com o filho. Por isso, durante a gravidez, o pai deve ir assumindo as tarefas com o cão, para que ele não sinta tanto impacto em sua rotina.

  1. Treinamento preventivo

Alguns cães que são inseguros ou agressivos precisam ser adestrados. Para isso, consulte um profissional, que irá te ajudar e te orientar sobre as principais necessidades nesse momento.

  1. Prepare-se sempre

Se você casou e planeja ter filhos no futuro, acostume o seu cão desde cedo. Faça com que ele esteja em contato com crianças, barulho e visitas na casa. Dessa forma, quando o bebê nascer, a mudança não será tão grande.

  1. Passo a passo

Alguns pais não querem que os seus filhos tenham contato com o cachorro logo de cara. Para isso, existe um passo a passo:

Primeiros três dias: deixe o cachorro cheirar as coisas do bebê e ouvi-lo dentro do quarto, para que se acostume.

Quarto dia: deixe que o seu filho e o cachorro fiquem no mesmo ambiente, para que o cão se acostume com a presença do bebê.

Primeira semana: tente um contato mais próximo, deixe o cachorro cheirar o bebê e interagir com ele.

Associe cada uma dessas etapas com algo bom para o cão, como recompensas que ele pode ganhar.

Consultoria: Gustavo Campelo, especialista em comportamento pela Cão Ideal, filho de Arnaldo e Darlene.
No vídeo abaixo você pode acompanhar a história emocionante da cachorrinha Sofia e a chegada do bebê na família: