Criança

Como aliviar os enjoos durante a viagem

Seja de carro, ônibus ou avião, seu filho sempre passa mal? É chato, mas acontece mesmo. Separamos algumas dicas para resolver esse problema

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Aquele enjoo que crianças e adultos sentem quando viajam tem nome: cinetose. Isso mesmo. Ele é causado pelos solavancos, acelerações, desacelerações e movimentações rítmicas ou bruscas que acontecem durante a viagem. O que acontece é que o líquido do labirinto, órgão responsável pelo equilíbrio, funciona como um pêndulo e tem dificuldade para se “posicionar” diante de tantas alterações de movimento.

Diante disso, e já sabendo que seu filho pode passar mal, fizemos uma lista de recomendações para você ter uma viagem tranquila:

Anúncio

FECHAR
  • Não dê alimentos muitos pesados e gordurosos para as crianças antes de entrar no carro. Se possível, faça uma refeição leve e tenha um intervalo de 1 hora antes de partir;

  • Sempre mantenha a cabeça em 90°, ou seja, olhando para a frente. Para isso, é bom que os pais sempre escolham para as crianças lugares no veículo onde a amplitude do movimento seja menor, como o banco do meio do carro (se ela já não precisar de cadeirinha) ou as partes centrais – no avião ou navio – ao invés das pontas;

  • Evite ficar jogando em aparelhos eletrônicos, lendo livro ou revistas;

  • Abrir as janelas para ventilar ajuda na oxigenação;

  • Fazer algumas paradas para a criança dar uma pequena caminhada ajuda também;

  • Se dormir, é melhor. E, se possível, fazer viagens noturnas, pois é um horário que a criança não se alimenta, fica mais quieta e o sono ajuda.

Medicação

“Se a viagem é longa e se já tem consciência de que a criança pode passar mal, a gente orienta o uso da medicação, normalmente o dimenidrinato, para inibir os sintomas da cinetose”, explica a pediatra Wylma Hossaka, do Hospital Beneficência Portuguesa. O remédio tem como efeito colateral a sonolência. Por isso, se você está indo para algum evento em que a criança precisa estar acordada, esse não é o melhor caminho.

Passou mal, e agora?

Se nada resolveu e seu filho passou mal durante a viagem, a primeira coisa a fazer é parar o carro e dar assistência à criança. “É bom sempre levar um tipo de reidratante e água para a reposição de sais minerais perdidos com o vômito”, orienta a especialista.

Consultoria: Dra. Wylma Hossaka, pediatra do Hospital Beneficência Portuguesa.