Família

Chile vai usar CoronaVac para vacinar crianças com mais de 6 anos contra a covid-19

Imagem Chile vai usar CoronaVac para vacinar crianças com mais de 6 anos contra a covid-19

Publicado em 07/09/2021, às 13h11 por Cecilia Malavolta, filha de Iêda e Afonso


Na última segunda-feira, 06 de setembro, o Chile aprovou o uso do imunizante CoronaVac em crianças com mais de 6 anos. A decisão, tomada pela agência reguladora de medicamentos do país, aumenta o público atingido pela campanha de vacinação e ajuda a restringir a disseminação do vírus entre a população.

“Esta é uma ótima notícia para crianças em idade escolar e para as que não foram incluídas em planos de vacinação anteriores”, disse Enrique Paris, ministro da Saúde chileno. A CoronaVac recebeu votos favoráveis de cinco dos membros do Instituto de Saúde Pública (ISP), enquanto que dois votaram em seu uso para apenas maiores de 12 anos e somente um foi contra a aplicação da vacina em crianças.

Além da CoronaVac, o Chile também está usando a vacina da Pfizer em crianças e adolescentes com mais de 12 anos, medida que também está funcionando no Brasil.

Estudo da USP mostra que mães vacinadas transmitem anticorpos pelo leite materno

A Universidade de São Paulo (USP) publicou os resultados de uma pesquisa que constata que mães vacinadas podem passar anticorpos contra Covid-19 para os filhos pelo leite materno. Os resultados foram observados a partir de colaboradoras lactantes do Hospital das Clínicas (HC) da USP , responsável por conduzir o estudo.

As mães participantes foram imunizadas com a Coronavac. No entanto, estudos equivalentes foram feitos em outros países, como Israel, Estados Unidos e Espanha, mostrando que as vacinas Pfizer, Moderna e Oxford/Astrazeneca também induzem anticorposno leite.

O estudo também indicou que ao tomar a segunda dose, as mulheres transmitem ainda mais anticorpos, e algumas colaboradoras mantiveram os anticorpos de covid-19 com nível alto até alguns meses após a amamentação. “O leite materno é importante justamente porque carrega um grande repertório de anticorpos, acumulados ao longo da vida da gestante”, explica a professora Magda Carneiro Sampaio, do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da USP, vice-presidente do Conselho Diretor do Instituto da Criança do HC.

Magda ainda ressalta que “Esse anticorpo[advindo do leite] é muito interessante, porque tem uma ação fundamentalmente local, quase nada dele é absorvido. Sua ação é em todo o trato gastrointestinal do bebê”.


Leia também

Imagem Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Bebês

Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Pai de Davi - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Pai de Davi não concorda com posição do filho e decide ir morar com Mani

Imagem Pai de Henry Borel comemora nascimento de filha três anos após tragédia

Família

Pai de Henry Borel comemora nascimento de filha três anos após tragédia

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

Viih Tube fala sobre segundo e terceiro filhos - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Viih Tube revela gravidez de segundo e adoção de terceiro filhos com Eliezer

De A a Z: confira os nomes femininos americanos para te inspirar - Getty Images

Bebês

Nomes americanos femininos: mais de 1000 opções diferentes para você se inspirar

Virginia Fonseca - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Virginia Fonseca toma atitude após Maria Alice empurrar Maria Flor: “Dói mais na gente”

Os nomes japoneses femininos são lindos, fortes e possuem significados encantadores - Getty Images

Bebês

Nomes japoneses femininos: 304 opções lindas para você conhecer