Família

Caso Henry Borel: Monique Medeiros vai responder o crime em liberdade e pode ser solta neste sábado

Monique Medeiros pode ser solta neste sábado, 27 de agosto - Reprodução/G1
Reprodução/G1

Publicado em 27/08/2022, às 09h44 por Redação Pais&Filhos


O Superior Tribunal de Justiça revogou a prisão preventiva da professora Monique Medeiros da Costa e Silva, mãe do menino Henry Borel, de 4 anos, nesta sexta-feira, 26 de agosto, segundo informações do site Veja. Monique responde por homicídio triplamente qualificado suspeita de torturar o próprio filho.

Caso Henry: Monique Medeiros coloca tornozeleira eletrônica
Monique Medeiros pode ser solta neste sábado, 27 de agosto (Foto: Reprodução/G1)

Dessa forma, ela passa a ter o direito de responder o processo em liberdade. A decisão foi assinada pelo ministro João Otávio de Noronha “…concedo a ordem de ofício para revogar a prisão preventiva da paciente, assegurando o direito de responder o processo em liberdade, sem prejuízo de nova decretação de medida cautelar de natureza pessoal com lastro em motivos contemporâneos”, disse o magistrado no despacho.

“Como já fomos notificamos da decisão, agora só vamos aguardar a comunicação da Câmara de Justiça para que ela possa sair. Isso deve acontecer ainda neste sábado , 27 de agosto. Estamos muito felizes pela decisão e porque uma situação de injustiça foi reparada contra ela”, disse ao g1 o advogado Hugo Novais, que assina a defesa que Monique com o advogado Thiago Minagé.

Entretanto, dois dias antes de conseguir esse benefício, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, negou um habeas corpus para conceder liberdade para a mãe de Henry Borel. Em abril, a juíza da 2ª Vara Criminal do Rio, Elizabeth Machado Louro, havia concedido liberdade para a professora com o uso de tornozeleira eletrônica. Três meses depois, Monique voltou para o regime fechado.

O outro suspeito de praticar o crime com mãe, o padrasto do menino, médico e vereador cassado Jairo de Souza Santos, conhecido como Dr. Jairinho, continua preso no Rio de Janeiro.

“Mataram meu filho mais um vez em uma decisão unilateral do judiciário brasileiro. É muito triste, como pai, ter que lutar todo dia, e ainda assim ver o sistema beneficia, em vez da vítima, o assassino. É um absurdo e vou tentar recorrer, sim”, disse o pai do menino, Leniel Borel, em entrevista ao G1.

Vote na Pais&Filhos para o Troféu Mulher Imprensa!

Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&Filhos, está concorrendo ao prêmio da categoria Pertencimento e Inovação da 16ª edição do Troféu Mulher Imprensa! Para votar, é muito simples: CLIQUE AQUI e aperte o botão ao lado da foto da Andressa para que ele fique azul. Em seguida, preencha o campo com seus dados e vá até seu email: será preciso confirmar o seu voto clicando em um link. Depois disso, sucesso! Seu voto já foi contabilizado. Obrigada!

Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&Filhos está concorrendo ao Troféu Mulher Imprensa
Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&Filhos está concorrendo ao Troféu Mulher Imprensa (Foto: Divulgação/Pais&Filhos)

Em nota, os advogados de Monique disseram que confiam no poder judiciário brasileiro. “Esta decisão é um exemplo do seu comprometimento com a Constituição Federal. O trabalho técnico/teórico e respeitoso é a base estrutural de toda atuação defensiva dos advogados de Monique Medeiros.  O processo seguirá seu trâmite normal”, diz o comunicado assinado por Thiago Minagé, Hugo Novais e Camila Jacome.

No último dia 18 de agosto, o promotor Fábio Vieira, da 2ª Promotoria de Justiça, solicitou  que o caso vá para júri popular. O promotor afirma ter “certeza da culpa dos réus”.

Relembre o caso

Henry Borel morreu em março de 2021 por suspeita de espancamento do padrasto, Dr. Jairinho e da mãe, Monique Medeiros, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. A versão do casal à polícia foi de que o garoto havia caído da cama, o laudo do Instituto Médico Legal mostrou que a criança apresentava 23 lesões no corpo, além de laceração hepática por ação contundente. Monique e Jairinho foram presos em 8 de abril de 2021, exatos um mês após o crime.

Assista agora o POD&tudo, o podcast da Pais&Filhos:



Leia também

Imagem Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Bebês

Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Ticiane Pinheiro e família - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Ticiane Pinheiro fala sobre gravidez e chegada de segundo filho com César Tralli

Lima Duarte posa com filhas, neta e bisneta e faz homenagem no Instagram - Reprodução/ Instagram/ @limaduarte

Família

Lima Duarte compartilha foto com mulheres da família: “Damas de minha vida”

De A a Z: confira os nomes femininos americanos para te inspirar - Getty Images

Bebês

Nomes americanos femininos: mais de 1000 opções diferentes para você se inspirar

Lima Duarte faz primeira publicação depois de dar a notícia de falecimento da filha - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Lima Duarte aparece pela primeira vez após morte da filha: "Ter fé"

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

Sabrina Sato compartilha momentos da viagem para Paris com Zoe, Nicolas Prattes e família do ator - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Sabrina Sato se declara para Nicolas Prattes após Duda Nagle anunciar separação

Os nomes japoneses femininos são lindos, fortes e possuem significados encantadores - Getty Images

Bebês

Nomes japoneses femininos: 304 opções lindas para você conhecer