Família

15 brincadeiras de pai e filhos

Para homenagear os pais que são tão importantes em nossas vidas, listamos 15 brincadeiras que só eles fazem

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Entre levar o filho de cavalinho nos ombros e ensiná-lo a subir em árvores, o pai assume um papel importante na vida dos pequenos, ensinando-os a descobrir o mundo. E embora a gente fique sem fôlego vendo algumas brincadeiras, elas são essenciais para o desenvolvimento das crianças e, o que mais importa, muito divertidas!

1-   Cavalinho
O seu bebê ainda nem começou a andar, mas já solta gargalhadas deliciosas toda vez que é acomodado nas costas do pai? Então ele adora passear “de cavalinho” – aquela brincadeira que faz a alegria das crianças, afinal, nem sempre elas podem ver o mundo do alto!

2-   Mergulho no ar
Também conhecida como “aviãozinho”, é aquela velha brincadeira de jogar o filho pro alto. A gente morre de medo e os bebês dão gargalhadas. Como a sensação de estar voando é deliciosa, as crianças gostam e sempre pedem mais.

Anúncio

FECHAR

3-   Noite selvagem
De radical, a brincadeira só tem o nome. Pegar aquela barraca que está guardada há anos esperando por uma viagem e montá-la no jardim para passar a noite com os filhos do lado de fora da casa – ou que seja apenas por algumas horas – não tem preço.

4-   Continue a nadar
Aquele momento em que tiramos as boias de braço pela primeira vez e chegamos até a outra borda da piscina é uma das maiores conquistas da infância. Ainda que seja engolindo um pouco de água ou ficando ofegante, a comemoração do pai é a recompensa.

5-   Voa, papagaio
Desenhar e montar a primeira pipa, caprichar na rabiola e esperar pelo vento mais forte: só quem nunca passou por esse “ritual” com o pai não sente saudades do momento. E ver que a engenhosa construção chegou lá no alto depois de tanto trabalho é indescritível.

6-      Sem rodinhas
Depois de alguns anos sem se preocupar com o equilíbrio, chega a tão esperada hora: andar de bicicleta sem as rodinhas. Capacete ok, dedinhos agarrados ao guidão e, claro, a mão do pai firme no banco da bike – uma cena tão comum que a gente até esquece o quanto ela é desafiadora.

7-      Nas alturas
“Pai, constrói uma casa na árvore para mim?”. Quem tem criança pequena certamente já ouviu essa frase pelo menos uma vez. Como a engenharia dá trabalho (além do fato de que nem sempre se tem uma árvore no quintal), a realização desse desejo não é tão comum assim, mas faz a alegria de pai e filhos quando fica pronta.

Veja algumas dicas de presentes em tamanho adulto e infantil para o Dia dos Pais

8-      Ladeira abaixo
Hoje em dia, quem costuma insistir em construir um carrinho de rolimã é o pai, já que as crianças dificilmente conhecem essa engenhoca tão famosa antigamente. Mas depois de tanto “corta aqui, parafusa ali”, os filhos aproveitam para apostar corrida na rua ou no parque e a diversão em família fica completa.

9-      Torneio de videogame
Nós sabemos que passar muito tempo jogando não é legal, mas quando vemos pai e filho combatendo juntos ou pilotando carros de corrida pelos controles, nosso coração amolece.

10-  Campo de batalha
Brincar de polícia e ladrão com metade do condomínio é superdivertido, mas brincar em casa com o pai no comando também pode ser o máximo. As almofadas do sofá viram trincheiras, os travesseiros, escudos, e o que aparece pela frente acaba usado como munição. Só não gosta da bagunça quem precisa arrumar a sala depois…

11-  Pronto para o interclasse
Os torneios de esporte da escola podem dar frio na barriga. Nada como ter um pai pronto para treinar o time todo e deixar a equipe confiante para as próximas partidas.

12-  Na areia da praia
Ir ao litoral nas férias é uma das maiores esperas das crianças, e nada melhor que ter a ajuda dos talentos paternos para construir o castelinho mais bonito da faixa de areia – aqueles com cinco torres de dar inveja. Ou, se o pai não tiver esse dom, vale cavar o poço mais fundo das redondezas.

13-  Batendo bafo
Vale bater figurinhas de super-heróis, princesas, desenhos animados ou até as que sobraram da Copa – uma herança passada de pai para filho.

14- De galho em galho
Quem cresceu no interior sabe bem como é subir no pé de manga e passar a tarde por lá. Como hoje em dia isso não é tão comum, os pais aproveitam os feriados e finais de semana no sítio ou na casa dos avós para ensinar os filhos a subir de galho em galho e, aí, para os pequenos, quanto mais alto, melhor!

15- Bate bola
Seja no videogame, no tabuleiro de botão, no pebolim ou no campinho, jogar futebol costuma ser um ensinamento que passa de pai para os filhos.  E embora às vezes ele seja meio perna de pau, o que vale é a brincadeira e os laços de amizade que se formam.