Especiais

Tranque tudo, bem guardado

Produtos químicos estão por todos os lados da casa e as crianças correm riscos por isso. Saiba como manter sua família protegida

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

produtos-quimicos---unimed

Se você procurar, vai achar em cada um dos cômodos algumas coisas que têm que estar fora do alcance das crianças (Foto: Shutterstock)

Deixar os nossos filhos em casa é sinônimo de segurança, certo? Nem sempre é assim. Os acidentes domésticos são responsáveis por uma boa parte dos atendimentos em prontos-socorros. Soda cáustica, desinfetantes, detergentes, naftalina, veneno de rato… Parece até que estamos falando de um laboratório, mas todos esses produtos estão espalhados pela nossa casa. E são muito perigosos.

“As crianças ainda não sabem o que faz mal e o que não faz, por isso a responsabilidade de manter a  segurança é dos pais”, explica Nestor Silveira do Amarilho, pediatra e vice-presidente da Unimed de Assis, SP, pai de Juliana e Amanda. As intoxicações podem causar enjoos, reações alérgicas, lesões no estômago, no esôfago, na boca e em todo o aparelho digestivo. Quando as crianças bebem, inalam ou têm contato pela pele com produtos químicos, todas essas reações podem aparecer.

A sete chaves
O pediatra recomenda que tudo esteja em sua devida embalagem e trancado no armário para evitar acidentes, que podem levar à morte. Nada de colocar produtos de limpeza em garrafas de refrigerante e guardar embaixo da pia. Inseticidas também são perigosos. Precisam ser feitos à base de água, e a embalagem precisa estar sempre travada, para que as crianças não abram.

Anúncio

FECHAR

Dê uma olhada pela casa. Criança é imprevisível e vai mexer em lugares que você nem imagina. Se você procurar, vai achar em cada um dos cômodos algumas coisas que devem ser deixadas fora do alcance. É bom prestar atenção também em perfumes, remédios e bebidas alcoólicas, os vidros bonitos chamam atenção e alguns comprimidos parecem balas. Claro, não é necessário se livrar de nada disso.

Leia também

Saiba o que fazer com seu filho em caso de acidentes domésticos

À prova de travessuras

Mães podem tingir o cabelo durante o período de amamentação? Saiba

“O cuidado com o armazenamento é o mais importante”, afirma Amarilho. Tintas e solventes, apesar de menos comuns, também são extremamente perigosos, causam até alucinação. Se acontecer… Quando a criança ingere, inala ou tem contato com algum produto químico, nem pense duas vezes: leve na hora para o hospital.

Se caiu alguma coisa na pele ou nos olhos, primeiro lave bem com água corrente, sem esfregar e sem usar sabonete. Depois, vá com ela até o médico para ver se vai precisar tomar algum remédio ou fazer exames. Se a criança bebeu algum produto químico, não tente provocar vômito. Quando você for usar produtos de limpeza para limpar o chão ou os móveis, dê uma lida no rótulo.

As crianças têm contato indireto com os produtos quando sentam no chão. Ao levar as mãos na boca, também podem sofrer intoxicação. É bom sempre ficar de olho para evitar contratempos que colocam a vida dos nossos filhos em risco.