Criança

Por que a soja não deve ficar fora da alimentação das crianças

Saudável, a soja tem papéis na vida prática, como aumentar a concentração. Aqui, formas de usá-la mais na alimentação de seu filho

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

É difícil a gente imaginar os efeitos ao longo da vida de se comer assim ou assado, mas estudos clínicos recentes do American Institute for Cancer Research (AICR) mostram que a soja pode ajudar, por exemplo, na prevenção do câncer de mama se for consumida desde a infância. Some-se a isso os efeitos imediatos, e a gente fica se perguntando porque não consome mais e mais esse grão.

A soja um alimento de origem vegetal com proteína completa, o que significa que dispensa complementação alimentar. “Trata-se do único alimento vegetal com esta característica. Ela é rica em vitaminas e minerais como o cálcio, ferro, cobre, zinco e vitaminas do complexo B, essenciais para a energia do organismo”, frisa a nutricionista Gisele Pavin, filha de Maria do Carmo e Elvio, coordenadora da área de nutrição e saúde da Unilever. Ou, em outras palavras, ela contribui para o bom desempenho em atividades físicas e na concentração e memória necessárias para o aprendizado. 

 

Anúncio

FECHAR

Como dar soja às crianças?

 A soja pode ser introduzida na alimentação infantil a partir de um ano de idade, quando o bebê já é menos suscetível a desenvolver alergias. Mas em casos de crianças com intolerância à lactose, o leite de soja pode ser testado como substituto, sob orientação do pediatra.

Comprada em grãos, é cozida como se faz com o feijão ou a lentilha, em uma panela de pressão. Pronta, pode ser temperada e servida como a salada, misturada a cebola e tomate picados. Ou para servir de acompanhamento ao arroz. A soja serve ainda de alternativa à carne para os vegetarianos, que usam a proteína de soja texturizada em hambúrgueres ou até em feijoadas. O extrato de soja também pode ser misturado ao suco de fruta e, para o lanche da tarde, é encontrada em barrinhas de cereal, que só deve ser consumido por crianças lá pelos cinco anos.

A lancheira esperta

O lanche que alia qualidade e necessidade da alimentação pode e deve incluir um item com soja.  Um exemplo? “Gosto de uma opção de lancheira que leva um potinho de salada de frutas, sanduíche com peito de peru fatiado, cenoura ralada e maionese e uma caixinha de bebida à base de soja, que contém menos açúcar que outras bebidas prontas”, diz Gisele Pavin. Em dias de provas, por exemplo, ela indica uma bebida de soja com uma fruta que contenha vitaminas do complexo B, que ajudam na concentração. Sugestão: um suco de uva de soja Ades, 5 cookies integrais de castanha com amêndoa e uma pera.

Consultoria: Gisele Pavin, filha de Maria do Carmo e Elvio, coordenadora da área de nutrição e saúde da Unilever.