Criança

Panela no fogo

Prontos-socorros do País recebem de três a quatro crianças vítimas semanalmente

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Você sabia que os prontos-socorros do País recebem de três a quatro crianças vítimas de queimaduras domésticas por semana?
 

Pois é. A maior parte desses acidentes acontece perto do fogão. Como são baixinhas, é muito fácil elas esbarrarem no cabo da panela ou puxam pra ver o que é. O resultado, só de imaginar,  assusta. Você pode pensar: “Ah, isso todo mundo sabe…”. Será? Se soubesse, a gente não bobeava tanto… Por isso, é bom assustar mesmo, para tomar cuidado.

Anúncio

FECHAR

“Líquidos quentes geralmente causam queimaduras de segundo grau, que ardem mais do que as de terceiro porque deixam as terminações nervosas expostas”, explica o cirurgião plástico Abrahão Szuchmacher, pai de Ian.

Se a criança se queimar, a primeira coisa a fazer é lavar o local com bastante água gelada para diminuir a temperatura e, em seguida, levá-la ao hospital onde um especialista avaliará o ferimento.

Agora, o melhor mesmo é manter seu filho bem longe desse risco. Fogo, nem pensar! E na cozinha a lei passa a ser usar sempre panelas sem cabo ou com ele voltado para dentro do fogão. 

Além disso, a criança deve ser educada para ficar afastada dele quando alguém estiver cozinhando.
 

Consultoria: Dr. Abrahão Szuchmacher, cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Queimaduras e fundador do Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Municipal Souza Aguiar, no Rio de Janeiro. Tel. (21) 2239-0094

Pais&Filhos TV