Criança

Micose de criança

Manchas, coceira e descamação? Isso pode não ser a doença, fique atento

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

 

Nem toda mancha na pele, que coça e descama é micose. Por isso, é importante prestar atenção nos sintomas e procurar um médico, para que o diagnóstico seja preciso, e o tratamento, adequado.
 
As micoses são causadas por fungos, que podem ser transmitidos por contato direto ou então pela proliferação excessiva daqueles que já vivem no nosso corpo. As infecções são mais comuns no verão, quando há mais gente em locais públicos, como piscinas e vestiários, e podem aparecer em qualquer lugar do corpo.
 
Muitas vezes, os pais acreditam que a micose seja transmitida dentro da água de piscinas, mas não é o caso. O problema está no entorno do local, geralmente úmido e abafado, como os vestiários ou na borda da piscina.
 
Os bichos de estimação também podem ser transmissores da doença, principalmente os cachorros e gatos. Nestes casos, é importante que você também leve o bichinho ao médico para realizar um tratamento.
 
Nas crianças menores, a micose mais comum é o sapinho, causado pela proliferação intensa de fungos que já vivem no organismo do pequeno normalmente, e que pode causar lesões na boca e no bumbum da criança. Mas eles ainda podem pegar a infecção na pele, unhas e até no couro cabeludo.
 
O diganóstico
 
As micoses são caracterizadas por alterações na pele, como pequenas bolhas de água, descamação, vermelhidão e fissuras, além de coceira e ardência na região afetada. Nas micoses no couro cabeludo, as crianças também perdem cabelo, chegando a ficar com algumas regiões “peladas” na cabeça.
 
A doença costuma aparecer alguns dias depois do contágio e o diagnóstico deve ser feito por um médico, já que o tratamento inadequado pode piorar o quadro, seja micose ou não. Utilizar remédios e pomadas sem a recomendação médica pode gerar irritação na pele do pequeno, alastrar a micose para outras regiões e ainda dificultar o diagnóstico.
 
Geralmente, costuma-se confundir a micose com eczemas e psoríase, doenças de pele que podem ser contraídas pelas crianças.
 
Pegou. E agora?
 
O tratamento contra a micose é feito com a aplicação de remédios no local infectado ou então por via oral, quando ela é localizada nas unhas ou no couro cabeludo.
 
Apenas o pediatra ou dermatologista poderá determinar qual o melhor tratamento, a dose e o período ideal, mas as micoses levam, geralmente, 6 semanas para serem curadas. 
 
Durante este tempo, a criança deve evitar piscinas e lugares públicos. Os pais também devem avisar na escola que o pequeno está com micose. A alimentação e a rotina da criança não devem ser alteradas, assim como os produtos de higiene.
 
Não há nada que os pais possam fazer para aliviar os sintomas da micose, por isso, evite receitas caseiras.
 
Consultoria: Luiz Guilherme Martins Castro, pai de Ana Luiza, é dermatologista e coordenador da área de Dermatologia do Laboratório Fleury.

Pais&Filhos TV