Criança

Hidrate já!

O tempo seco reforça a necessidade de hidratação até para os bebês

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Quando o tempo está seco, até os bebês precisam de mais água. Preste muita atenção e mantenha o filtro sempre por perto

Por Marianna Perri, filha de Rita e José

Anúncio

FECHAR

Esqueça o suco de frutas: criança precisa mesmo é beber água, principalmente se o tempo está seco e quente. 

As crianças se desidratam com mais facilidade, já que não têm os mecanismos de controle de temperatura corporal totalmente desenvolvido, transpirando mais do que o necessário.

Os pequenos, na faixa etária de 1 a 3 anos, precisam ingerir 1,3 L de líquidos, que pode ser água, sucos ou até a umidade dos alimentos. Nos bebês a partir dos 6 meses de idade, o indicado é um copo de suco de 200 ml ao dia, e água.

Veja dicas de produtos divertidos para que seu filho beba bastante água!

A ingestão de sucos pode atrapalhar a alimentação da criança, já que dão uma sensação de saciedade falsa. Os industrializados ainda contêm grandes concentrações de açúcar, conservantes e corantes, que podem ser alérgicos aos pequenos.

Mesmo que o suco acabe se tornando mais atraente, incentive seu filho a beber água de maneira lúdica, com copos divertidos ou bebedouros infantis, que permitem que a criança se sirva de água sozinha, quando tiver vontade.

Desidratou

O corpo de crianças e adultos trabalha com uma margem de funcionamento, para mais ou menos ingestão de água. A desidratação, cujos primeiros sinais são boca seca e urina concentrada, é prejudicial para os rins e pode trazer problemas para o sistema nervoso central.

Neste caso, faça a criança beber água, e evite o consumo de refrigerantes, sucos ou isotônicos. Em casos de emergência, faça ou compre soro caseiro – o Ministério da Saúde distribui o soro nas redes da Farmácia Popular.

Para preparar o soro em casa, encha um copo com 200 ml de água filtrada e fervida, e dilua um punhado de açúcar e uma pitada de três dedos de sal. Misture e prove: o soro não deve ser mais salgado do que água de coco.

Entre os bebês com menos de 6 meses, o consumo de água só é indicado em situações específicas, quando a temperatura estiver elevada ou o tempo muito seco. O leite materno ou as fórmulas já têm a quantidade necessária de água para os pequenos. Mas fique alerta: você pode dar entre 10 e 20 ml de água entre as mamadas.

Água fresca

Procure saber qual a origem da água que você dará para o seu filho. As redes de tratamento fornecem água potável, mas ela pode ser contaminada nos canos e na caixa de água da sua residência.

Confira periodicamente a limpeza da caixa de água e respeite as orientações de filtragem. Se você optar pela água mineral, investigue a procedência do produto. A água impura pode causar infecções intestinais nos pequenos.

Consultoria: Marcia Cuminale, mãe de Mariana, é pediatra.

Pais&Filhos TV