Criança

Férias para quem não saiu de férias!

Seu filho pode passar julho inteiro em casa e se divertir muito

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

As férias chegaram! Para as crianças. Pois é, elas aguardam ansiosas por esse período e a gente, que nem sempre pode tirar férias junto, fica ansioso também, só que de preocupação. O que elas vão fazer? E o que fazer com elas? Em primeiro lugar, que fique claro: férias não é sinônimo de viagem. Férias é sair da rotina, é desligar, é ficar sem compromisso. É brincar e se divertir e isso, pode sim, ser feito em casa. 

Pode ter certeza: a gente se preocupa mais que eles! Pra te acalmar, separamos algumas brincadeiras que seu filho pode até colocar em prática sozinho. Se você der as coordenadas de manhã, por exemplo, antes de sair para trabalhar, e conferir o resultado quando chegar em casa à noite, já está ótimo. Você participa e inventa a atividade, e assim, vai levando o mês, sem maiores problemas. Nossa preocupação foi escolher coisas nada complicadas de fazer: a maioria delas não precisa nem de muito material, e talvez você já tenha tudo em casa. A ideia é improvisar mesmo, arranjando maneiras simples, fáceis e baratas de manter as crianças entretidas usando basicamente a imaginação e, principalmente e, acima de tudo, fazendo o que é lei nas férias: se divertir.
 
Também escolhemos atividades que não têm nada a ver com televisão, videogames, DVDs, jogos de computador ou iPads. Isso tudo já está aí, existe, a gente adora, mas ninguém precisa de estímulo para usá-los, certo? Nossa ideia é fazer a criança brincar com brincadeiras montadas por ela mesmo, que levam tempo na montagem, na preparação; umas meio retrô, eternas, mas que na nossa opinião são inesquecíveis.
 
Confira!

Desenhando com cola colorida


Anúncio

FECHAR

O que vamos precisar:
• Muito papel sulfite
• Muita cola colorida

Usar as colas plásticas para desenhar é muito divertido. Elas permitem que os desenhos ganhem relevos, que podem ficar de tamanhos diferentes dependendo da força que a criança usa. E dá para inventar várias coisas. Está vendo esta borboleta na foto? Nós fizemos assim: desenhamos em apenas metade dela e dobramos o papel ao meio, antes que a cola secasse. Você pode, também, usar outros materiais para compor o desenho, como palitos de dente, de sorvete, papel colorido picado e até mesmo purpurina. No fim do dia, organize uma exposição com as obras de arte da criançada. Vai ser um sucesso!

 

Diário de todas as férias


O que vamos precisar:
• Caixa
• Fichas pautadas de escritório
• Canetas

O mês de julho tem 31 dias, portanto, pegue 31 fichas e cada uma delas irá representar um dia das férias. O que você pode dizer pras crianças é que elas devem escrever o que de mais legal fizeram naquele dia, daquele ano. Quando as férias acabarem, guarde as fichas numa caixa, que a criançada pode decorar da forma que quiser. No ano seguinte, vocês vão repetir a brincadeira. Vai ser muito legal ficar relembrando os momentos e acompanhar a evolução da caligrafia das crianças. E quando elas forem adultas, vai ser uma enorme e gostosa recordação da infância.

 

Caixa de letras


O que vamos precisar:
• Caixa
• Revistas
• Tesoura

Peça para seu filho recortar as letras grandes das revistas, um pouquinho por dia, até encher a caixa velha que você achou perdida em seu armário. Você também pode ajudá-lo. Depois, é só pedir para que ele forme palavras. Vai dar até para improvisar um jogo de Forca. É uma ótima ideia para as crianças em fase de alfabetização.

 

Tênis de bexiga


O que vamos precisar:
• Pratos de papelão
• Palito de sorvete
• Bexigas
• Tesoura
• Cola líquida

Recorte o prato de papelão e fique somente com a parte plana dele, pois, além de facilitar a brincadeira, é mais durinho. Junte dois palitos de sorvete e cole por trás dos pratos com cola líquida. Pintar tudo foi uma diversão à parte na redação. Escolhemos usar as cores primárias (vermelho, azul e amarelo), assim dá para estimular a criança a aprender. Jogar é tão simples como fazer. Alguém lança a bexiga ao ar e não se pode mais deixá-la cair no chão. Quem deixar, perde o jogo!

 

Cara a cara com família


O que vamos precisar:
• Jogo Cara a Cara
• Fotos da família

Quem nunca jogou Cara a Cara? Então, prepare-se para estar literalmente dentro do jogo. Faça com a sua família o que fizemos com o pessoal da redação da Pais&Filhos. Pegamos a foto do perfil do Facebook de cada um (será que você adivinha quem é quem aqui?) e imprimimos três cópias: duas do tamanho do tabuleiro e uma maior, para ser sorteada. E está pronto. Nós estamos loucos para jogar o “nosso” Cara a Cara e apostamos que seus filhos vão gostar da ideia. Ok, só eles não, a família toda.

 

Hortinha caseira


O que vamos precisar:
• Recipiente para o plantio
• Argila expandida
• Manta de bidim
• Composto orgânico / terra
• Sementes
• Água

Para plantar, use vasos, floreiras, caixas de madeira, latas e até garrafas pet, desde que eles estejam furadinhos embaixo, pois a água precisa ser drenada. Comece colocando uma camada – o suficiente para cobrir o fundo – de argila expandida (bolinhas de argila seca industrialmente), que vai facilitar o escorrimento da água. Depois, cubra as pedrinhas com a manta de bidim, que é como um feltro que ajuda a manter a umidade. Então, preencha o local com o composto orgânico, que nada mais é do que terra com os nutrientes necessários. Não coloque até o topo, deixe uns dois ou três dedos para baixo da borda. Para colocar as sementes, faça um buraquinho na terra e, depois, complete com o composto por cima.

*Lembre-se que é preciso regar pelo menos três vezes ao dia e você pode dividir esta tarefa com os seus filhos. É legal identificar o que foi plantado com plaquinhas.